Foto: Fernando Maia/Riotur

Parece que a tradicional festa de réveillon na Praia de Copacabana vai mesmo acontecer em 2021. Segundo informações publicadas pela revista Veja, a Prefeitura do Rio deve definir como irá funcionar a versão em tempos de pandemia da virada do ano até o final do mês de Julho.

De acordo com a publicação, uma reunião foi realizada nesta terça (29), com representantes de hotéis cinco estrelas, e a presidente da RioTur, Daniela Maia, que coordena as ações de turismo na Capital Fluminense, para alinhar os detalhes da celebração.

A RioTur é responsável pela organização do ano novo e também do Carnaval de rua. Em razão da pandemia, essas duas festas, que são as maiores da cidade, foram suspensas no ano passado, com baixo fluxo de pessoas na orla (em geral, moradores do bairro) e a suspensão da queima de fogos e dos shows.

A Prefeitura entende que a realização do maior réveillon do mundo será possível, caso o cronograma de vacinação contra a Covid-19 mantenha o ritmo atual no município, calendário este, que foi adiantado em relação às primeiras previsões.

Segundo um interlocutor da RioTur, a prefeitura está ainda avaliando modelos possíveis. Há o sentimento de que mesmo com a maior parcela da população da cidade vacinada, não seria razoável imaginar uma festa como a de outros anos, que arrastaram milhões de pessoas.

Em 2018, por exemplo, foram 2,4 milhões de pessoas na praia, no maior público já registrado no réveillon. Houve, entre outras atrações, show da cantora Anitta. A ideia é que o evento deste ano possa acontecer, mas adaptado para os tempos crise sanitária.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui