Imagem meramente ilustrativa de parte da Ilha de Paquetá, no Centro do Rio - Foto: Julio Pereira

A Prefeitura do Rio divulgou como vai funcionar o esquema de vacinação do projeto “PaqueTá vacinada”, realizado com o apoio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A ideia é imunizar toda população a partir de 18 anos da Ilha de Paquetá. A Secretaria Municipal de Saúde informou que a vacinação acontecerá no dia 20 de junho e apenas a população residente será vacinada na ação, conforme os cadastros da Estratégia Saúde da Família. A participação de turistas que tenham ido passar o domingo na ilha será vetada.

Segundo a SMS, diversos pontos da ilha contarão com postos de imunização, para facilitar o acesso dos moradores e evitar aglomerações. O projeto tem o objetivo de avaliar os efeitos da imunização em larga escala contra a Covid-19 e conta com o apoio da Fundação Oswaldo Cruz.

Paquetá tem uma população de 4.180 moradores, dos quais 3.530 são maiores de 18 anos cadastrados na Estratégia Saúde da Família. Até 31 de maio, foram aplicadas 2.923 doses da vacina contra a Covid-19, sendo 1.853 primeiras doses e 1.070 segundas doses. No dia 20, todo o restante da população elegível será vacinado.

Por conta da pesquisa, os moradores da ilha passarão por exame de sangue sorológico antes de receberem o imunizante. O exame será repetido ao longo da duração do estudo.

Serrana como modelo

Vale ressaltar que a referida pesquisa é similar ao realizado em Serrana, município do interior de São Paulo. Por lá, há 4 meses, o Instituto Butantan – responsável pela produção da CoronaVac – mede as consequências da vacinação em larga escala.

Até o momento, 27.160 voluntários (a cidade tem 45.644 habitantes) foram imunizados, sendo divididos em 4 grupos. Desde março, cada um deles recebeu as doses com uma semana de diferença, com o processo sendo concluído em abril.

De acordo com os resultados do estudo, a quantidade de casos sintomáticos da doença apresentou redução de 80%. Para os cientistas, a pandemia foi controlada na região após 75% dos voluntários – o equivalente a 20.300 mil pessoas – terem recebido a segunda dose.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui