Foto: Ricardo Cassiano

A Prefeitura do Rio divulgou nesta terça, 30/06, regras para distanciamento de passageiros que viajam em pé nos ônibus. Os operadores do sistema BRT e dos ônibus convencionais deverão indicar, com adesivos ou pintura no piso dos coletivos, o local onde cada passageiro poderá ser transportado em pé, respeitando o limite de duas pessoas por metro quadrado, conforme estabeleceu a Resolução Conjunta entre a Secretaria Municipal de Transportes e a Secretaria Municipal de Saúde, publicada em 25 de junho de 2020. O Município diz que, assim como nas demais cidades do mundo, as medidas definidas pela Prefeitura no combate ao coronavírus no transporte coletivo são baseadas em evidências científicas.

Os operadores terão cinco dias úteis para providenciar a marcação no piso dos ônibus. Após o prazo estabelecido, os concessionários que não cumprirem a medida estarão sujeitos à multa.

Ônibus convencionais e BRTs terão cinco dias úteis para se adequar à medida da Prefeitura
Operadores terão cinco dias úteis para se adequar à medida da Prefeitura. Crédito: Secretaria Municipal de Transportes/Divulgação

A marcação nos corredores do coletivos é uma medida simples, mas fundamental para os passageiros, que vão visualizar de maneira clara a distância que devem manter, preservando a saúde dele e dos demais”, ressaltou Paulo Jobim, secretário municipal de Transportes.

O adesivo utilizado deverá ser o indicado no Diário Oficial do Município. Porém, o concessionário que desejar apresentar outro modelo, deverá submeter à SMTR para aprovação.

As ações de fiscalização da secretaria seguirão reforçadas nas estações e terminais de maior demanda do BRT e em outros pontos estratégicos da cidade, a fim de verificar a devida indicação no piso dos ônibus e as demais determinações da Prefeitura no combate à Covid-19.

Estamos acompanhando de perto os serviços prestados pelos operadores e nossas equipes seguirão nas ruas para verificar se a nova e importante medida está sendo cumprida. Neste momento de retomada gradual das atividades, é preciso consciência, responsabilidade e cumprimento dos protocolos sanitários por todas as partes envolvidas”, concluiu o subsecretário de Transportes, Allan Borges.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

1 COMENTÁRIO

  1. Deus me livre, até parece que alguém vai respeitar isso, dá até vontade de rir. Nunca imaginei que fôssemos passar pelo momento que estamos vivendo, está complicado demais…Pós quarentena só consigo pensar em fazer a minha parte, ir nas urnas e votar em alguém que de fato represente a população carioca, estamos vivendo tempos difíceis e por isso precisamos mudar. Uma cara nova na política que aja de maneira certa e justa. Glória Heloíza, nela podemos confiar! https://www.youtube.com/watch?v=O7b2jR4WVTw&feature=youtu.be

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui