Foto: Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

O município do Rio de Janeiro dará início, aos poucos, à retomada oficial de suas atividades. O anúncio foi feito pelo prefeito Marcelo Crivella na manhã desta segunda-feira (01/06). Segundo ele, o retorno será ”lento, gradual e com segurança”, respeitando as medidas de combate à proliferação do Coronavírus.

Ao todo, serão 6 fases de reabertura, com previsão de 15 dias cada. A primeira delas, inclusive, começa nesta terça-feira (02/06).

1ª fase – A partir desta terça (02/06):

  • Atividades esportivas em centros de treinamento;
  • Atividades esportivas nos calçadões;
  • Atividade aquática individual no mar;
  • Celebrações em igrejas (com protocolo de desinfecção);
  • Lojas de móveis e decorações;
  • Concessionárias de automóveis;
  • Bares e restaurantes (permanece somente delivery e take away);
  • Reabertura de hotéis e hostels.

Na primeira fase, não serão permitidas atividades na areia das praias. Saunas e piscinas seguem proibidas.

2ª fase – A princípio, a partir de 16/06:

  • Shoppings centers funcionando das 12h às 20h, com restrições de circulação;
  • Competições esportivas com portões fechados

”As aulas poderão começar, se o plano todo der certo, em julho. Se todos os parâmetros forem seguidos, em agosto voltamos à vida normal, ao ‘novo normal’, usando máscaras, evitando aglomerações”, disse Crivella.

Plano geral de retomada das atividades na cidade do Rio de Janeiro:

Plano de retomada do comércio, especificamente falando, na cidade do Rio de Janeiro:

Plano de retomada de serviços, educação e turismo, especificamente falando, na cidade do Rio de Janeiro:

Plano de retomada de atividades esportivas, especificamente falando, na cidade do Rio de Janeiro:

Plano de retomada de salões de beleza, estúdios de tatuagem, centros de estética e ambientes abertos, especificamente falando, na cidade do Rio de Janeiro:

Plano de retomada da cultura, especificamente falando, na cidade do Rio de Janeiro:

6 COMENTÁRIOS

  1. Antes de liberar tudo tem que ser revisto o transporte público,porque as estações do BRT está um caos continua do mesmo jeito como vamos evitar as aglomerações,eu faço uso do transporte todos os dias (mato alto, Recreio)

  2. Estamos cansados de todo esse caos que estamos vivendo. Diante de tudo isso, não consigo esquecer de fazer minha parte nas urnas, precisamos de alguém que nos represente de maneira justa! Finalmente temos uma “cara nova” na disputa das próximas eleições a prefeitura do Rio. A candidata possui uma gostaria de vida plausível, de infância humilde, batalhadora, tornou-se juíza federal. E nesse ano, abriu mão de seu cargo, para vir candidata, acreditando assim, poder contribuir para a sua cidade, nossa cidade do Rio de Janeiro. https://www.youtube.com/watch?v=JAPAYCnzpP0&feature=youtu.be

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui