Agentes da Secretaria de Meio Ambiente da Cidade do Rio em conjunto com a Subprefeitura da Zona Norte, e com o apoio da Polícia Militar, Rio-Águas, CET-Rio e Comlurb, realizaram, nesta quinta-feira (27/05), uma grande operação para demolição de um galpão, que havia sido construído irregularmente em cima da calha do Rio Faria-Timbó, no Engenho de Dentro, na Zona Norte do Rio.

Motivados por denúncias de crime ambiental, a Subprefeitura da Zona Norte e a Secretaria de Meio Ambiente compareceram, no início da semana, ao endereço, e determinaram a imediata demolição das obras ilegais, além da remoção dos entulhos produzidos, o que não foi cumprido pelo responsável.

O galpão havia sido erguido em área não-edificante, em cima de vigas erguidas pela Rio-Águas para evitar o colapso das paredes de sustentação das margens do rio, provocando risco de inundação proveniente da obstrução do rio.

É extremamente importante que, antes de iniciar qualquer construção em áreas inclinadas ou próximas a cursos d’água, os órgãos ambientais sejam procurados para orientação. Construções irregulares não são mais toleradas na Cidade do Rio”, adverte Eduardo Cavaliere, secretário de Meio Ambiente da Cidade.

Além de colocar a vida da população em risco, este tipo de construção gera gastos desnecessários ao município. Os responsáveis serão penalizados” afirma Diego Vaz, subprefeito da Zona Norte.

A Secretaria de Meio Ambiente encaminhará a nota fiscal do serviço de engenharia ao Ministério Público, que deverá instaurar inquérito para que o responsável pela obra restitua ao município o valor gasto na operação.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui