Foto: Divulgação/Secretaria Estadual de Saúde do RJ

Após a informação de quem teriam sido aplicadas doses de vacina contra Covid-19 vencidas, a secretaria Municipal de Saúde enviou uma nota afirmando que recebeu todos os lotes de vacinas do Ministério da Saúde dentro do prazo de validade e os distribuiu imediatamente para as unidades de saúde. Junto à nota, enviou uma lista com os casos suspeitos de vacinação fora da validade.

Segundo a pasta, está sendo verificado se, de fato, houve alguma aplicação de doses após o vencimento. Caso isso tenha acontecido, a secretaria informa que as unidades entrarão em contato com os usuários para realizar a revacinação.

Os casos suspeitos de vacinação fora da validade, com data da aplicação da vacina, data de nascimento e primeiros dígitos do CPF das pessoas vacinadas, estão disponíveis em uma lista, que pode ser acessada através deste link. Quem estiver na relação pode aguardar o contato da equipe de saúde ou, se preferir, procurar a unidade em que se vacinou na segunda-feira (05/07), a partir das 11h.

Caso a pessoa và até a unidade, será verificado se houve um erro no registro. Caso haja, será feito o ajuste. No entanto, em caso de constatação de que recebeu de fato dose vencida, será realizada a revacinação.

Entenda:

Segundo os dados disponibilizados pelo jornal “Folha de São Paulo”, o município do Rio aplicou 686 doses vencidas da vacina contra Covid. De acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra Covid-19, quem tomou imunizante vencido precisa se revacinar pelo menos 28 dias depois de ter recebido a dose administrada equivocadamente. Na prática, é como se a pessoa não tivesse se vacinado.

2 COMENTÁRIOS

  1. Essa notícia me parece despropositada. A notícia da folha já está perigando e eles já trocaram a manchete – porque a vergonha tá aumentando. Eu DUVIDO que enfermeiros dessem vacinas sem olhar pras ampolas. Não apareceu ninguém no tuíter mostrando 1 caso sequer… Muito mais provável é a resposta que Maringá deu: o cadastro das vacinações teve represamento e aí, olhando pra tabela, PARECE que foi dada fora do prazo. A manchete deveria ter sido “Base de dados do SUS está errada”. Mas o jornal preferiu o caos e o pânico, preferiu anunciar que as pessoas tomaram vacinas vencidas.

    O jornalismo tá ficando cego por conta da luta política. A Folha de São Paulo tentou cavar um escândalo e encontrou apenas descrédito.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui