Evento clandestino que seria realizado na Praia dos Amores, na Barra da Tijuca, em 10 de julho de 2021 - Foto: Divulgação

No último sábado (10/07), uma festa clandestina que aconteceria na Praia dos Amores, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, foi impedida de ser realizada, através de uma ação conjunta da Capitania dos Portos com Subgrupamentos de Operações Náuticas e de Praia da Guarda Municipal do Rio (GM-Rio), da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), da Subprefeitura da Barra e da Gestão Executiva Local, vinculados à Prefeitura da capital fluminense.

”Depois de diversos eventos festivos que ocorreram no local, que tiravam toda a segurança e o sossego noturno dos moradores, fomos demandados pela associação de moradores e prontamente acionamos os órgãos competentes para que evitasse que um transtorno maior acontecesse e que essa festa viesse a acontecer”, disse Marize Vieira, gestora executiva local.

No local havia aproximadamente 30 embarcações, incluindo lanchas, jet skis e um palco flutuante, contando com mais de 50 pessoas. Ao perceber a aproximação das equipes, os organizadores desmontaram a aparelhagem de som e se retiraram do local.

”Continuamos firmes na fiscalização de festas e eventos clandestinos. A quantidade de pessoas que impedimos de aglomerarem nesses eventos interrompidos antes mesmo de começarem é fundamental para a preservação de vidas”, afirmou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

A Capitania dos Portos chegou a aplicar multas a embarcações que estavam em desacordo com as regras de navegação. Após o encerramento do evento, equipes da Guarda Municipal permaneceram no local para impedir que as pessoas retornassem.

”Essa foi uma ação muito importante para evitar a festa com embarcações e um palco flutuante. Além das restrições da pandemia, existem outros riscos desse tipo de festa irregular, como a poluição sonora, a embarcação sem itens de segurança, falta de habilitação dos condutores, os riscos para outras embarcações, consumo de bebidas alcoólicas, entre outras”, disse o subprefeito Raphael Lima.

Vale destacar que também participaram da ação policiais militares do programa Segurança Presente e do 31º BPM. A operação foi realizada após reclamação da Associação de Moradores da Praia dos Amores (Amampa).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui