Prefeitura do Rio inaugura no Catumbi mais uma Cozinha Comunitária do programa Prato Feito Carioca

'Essa cozinha no Catumbi vai servir 5.600 refeições por mês. A ideia do programa é fazer a entrega perto das comunidades'

O projeto Prato Feito Carioca atende a centenas de trabalhadores todos os dias / Divulgação

O bairro do Catumbi, na Zona Norte do Rio de Janeiro, ganhou, nesta quinta-feira (04/08), a 14ª Cozinha Comunitária do programa Prato Feito Carioca, uma iniciativa da Prefeitura da cidade, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS).

O prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD) ressaltou a importância de tal projeto para as pessoas carentes, especialmente para aqueles que moram nas favelas da cidade. Para Paes, é inadmissível que o Rio de Janeiro tenha tantas pessoas com restrições de acesso à alimentação.  

“É inaceitável uma cidade como o Rio de Janeiro ter pessoas sem ter o que comer. O programa Cozinha Comunitária traz as refeições para perto dos moradores das comunidades. Temos que ajudar quem está precisando mais. Vamos garantir uma refeição por dia e dar mais dignidade para essas pessoas”, afirmou Eduardo Paes.

O Prato Feito Carioca está sendo implantado nas áreas de atuação das organizações sociais, o que viabiliza a sua instalação rapidamente nos locais com grande vulnerabilidade social. A inauguração da unidade do Catumbi contou com pareceria da organização social Cozinha Comunitária Carioca do Catumbi.

A secretária de Assistência Social, Maria Domingas Pucú, afirmou que, na unidade do Catumbi, serão serviços mais de 5.000 refeições ao mês. Todas bem balanceadas.

“Essa cozinha no Catumbi vai servir 5.600 refeições por mês. A ideia do programa é fazer a entrega perto das comunidades. São refeições saudáveis, com acompanhamento nutricional,” disse Maria Domingas Pucú.

A Prefeitura do Rio já inaugurou, desde junho cozinhas no Andaraí,  Mangueira, Vila Kennedy, Realengo, Anchieta, Tanque, Bangu, Campo Grande, Guaratiba, Costa Barros, Bento Ribeiro, Acari e Nova Sepetiba. As Cozinhas Comunitárias já serviram, até o momento mais de 74,2 mil refeições.

O Prato Feito Carioca foi criado apara atender às famílias vulneráveis que entraram no mapa da fome e ainda foram mais prejudicas pela pandemia. O programa engloba ainda as Cozinhas Comunitárias, um cartão refeição magnético para trabalhadores informais. Mais de cinco mil deles já foram entregues este ano.

Para ter acesso às refeições, as pessoas devem estar inscritas no CadÚnico e ter renda mensal per capita de até R$ 105 ou entre R$ 105,01 e R$ 210, respectivamente.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui