Foto: Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

Nesta quarta-feira (01/07), a Prefeitura do Rio de Janeiro inaugurou o 2º Polo de Cuidado Comunitário, desta vez em Bangu, na Zona Oeste da cidade. A unidade, destinada a atender pacientes com sintomas leves de síndrome gripal ou suspeita de Covid-19, funcionará na Policlínica Manoel Guilherme da Silveira Filho, localizada na Avenida Ribeiro Dantas, nº 571, ao lado do centro de imagem recém inaugurado. Ao todo, serão 20 leitos de observação clínica para atendimento 24 horas por dia para pacientes com indicação médica após avaliação e resultado da tomografia realizada no centro de imagem.

O Polo de Cuidado Comunitário é um modelo assistencial novo, que visa controlar o contágio e evitar que os pacientes venham a agravar e precisar de leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Assim, logo nos primeiros sintomas de Covid-19, os pacientes ficarão sob vigilância de médicos e enfermeiros e recebendo os cuidados indicados.

Leitos no Polo de Cuidado Comunitário de Bangu – Foto: Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

”Tenho a impressão de que isso é um exemplo para o Brasil. Nós temos um tomógrafo junto com os leitos. Se a pessoa for diagnosticada com o início de uma pneumonia viral, imediatamente vem para cá. Lembra que no início as pessoas diziam assim: ‘Se você está com sintomas gripais, vai para casa’? Agora não. Agora, se ela tiver os sintomas e na tomografia tiver qualquer comprometimento do seu pulmão, vem para cá. Tenho certeza de que vamos salvar muitas vidas”, disse o prefeito Marcelo Crivella, presente na inauguração.

O Polo Comunitário de Bangu receberá pacientes com síndrome gripal (febre + sintomas respiratórios) que foram atendidos no próprio local ou encaminhados de unidades de Atenção Primária ou UPAs, e que façam parte dos grupos prioritários, como idosos (acima de 60 anos), portadores de doença crônica cardiovascular ou pulmonar, imunossuprimidos (por doença ou uso de medicação imunossupressora) e obesos (IMC acima de 40).

O serviço também vai oferecer coleta de exames laboratoriais de rotina (laboratório conveniado) e urgência (unidades de 24h de referência), testagem rápida de pacientes com critérios de inclusão, centro de imagem com radiografia simples e tomografia computadorizada, acompanhamento por equipe multidisciplinar (fisioterapia, nutrição, psicologia) e estabilização de pacientes graves até a remoção.

Foto: Marcos de Paula/Prefeitura do Rio

A obra foi realizada pela Empresa Municipal de Urbanização (RioUrbe) e todo o espaço dispõe de pias e dispensadores de álcool gel, entre outros itens para garantir a higiene de profissionais e pacientes. O Polo de Bangu é a 2ª unidade do gênero inaugurada pela atual gestão da Prefeitura. Na semana passada, foi lançado o 1º polo, no Centro Municipal de Saúde Belizário Penna, em Campo Grande, também na Zona Oeste.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

1 COMENTÁRIO

  1. Estamos sobrevivendo a uma pandemia sem nenhum tipo de estudo ou especialista preparado para essa situação. O projeto de nossos governantes não faz bem à nossa cidade e nem aos cariocas. Glória Heloiza, é uma carioca de família humilde e também uma ex-juíza que tem um bom conhecimento para gerenciar o nosso Rio de Janeiro. Conheça um pouco mais!
    https://youtu.be/JAPAYCnzpP0

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui