Eduardo Paes, prefeito do Rio - Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

A Prefeitura do Rio de Janeiro começará a pagar, nesta quinta-feira (15/07), o 13º salário referente a 2020 a servidores municipais que ainda não receberam o benefício. A remuneração será quitada gradualmente, isto é, mês a mês, em 12 parcelas, de acordo com o valor do salário de cada funcionário.

Segundo a Secretaria Municipal de Fazenda e Planejamento (SMFP), comandada por Pedro Paulo, até o final de 2021, 84% dos profissionais receberão o 13º que está em atraso, com a quitação total dos 100.024 funcionários terminando em junho de 2022. Com isso, o calendário ficou dividido da seguinte maneira:

  • 15 de julho de 2021: funcionários com salários brutos entre R$ 4.000,01 mil e R$ 4.700;
  • 18 de agosto de 2021: salários brutos entre R$ 4.700,01 e R$ 5.500;
  • 15 de setembro de 2021: salários brutos entre R$ 5.500,01 e R$ 6.200;
  • 15 de outubro de 2021: salários brutos entre R$ 6.200,01 e R$ 7 mil;
  • 15 de novembro de 2021: salários brutos entre R$ 7.000,01 e R$ 7.700;
  • 15 de dezembro de 2021: salários brutos entre R$ 7.700,01 e R$ 8.500.
  • 18 de janeiro de 2022: funcionários com salários brutos entre R$ 8.500,01 e R$ 10 mil;
  • 18 de fevereiro de 2022: salários brutos entre R$ 10.000,01 e R$ 12 mil;
  • 15 de março de 2022: salários brutos entre R$ 12.000,01 e R$ 15 mil;
  • 15 de abril de 2022: salários brutos entre R$ 15.000,01 e R$ 17 mil;
  • 18 de maio de 2022: salários brutos entre R$ 17.000,01 e R$ 20 mil;
  • 15 de junho de 2022: salários brutos acima de R$ 20 mil.

Vale ressaltar que a data oficial para os pagamentos é todo dia 15, sendo alguns dia 18 pelo fato de 15 cair no final de semana. Ainda de acordo com a SMFP, o 13º salário de 2020 havia sido deixado em aberto pela antiga gestão da Prefeitura, de Marcelo Crivella.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui