Prefeito Eduardo Paes durante o lançamento do programa ''Emprega Juv'', em 20 de julho de 2021 - Foto: Beth Santos/Prefeitura do Rio

A Prefeitura do Rio de Janeiro lançou, nesta terça-feira (20/07), o programa Emprega Juv, voltado à promoção da inclusão profissional e da emancipação de adolescentes e adultos cariocas em situação de vulnerabilidade social. A cerimônia de lançamento aconteceu na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, Zona Oeste da capital fluminense, e contou com a presença, por exemplo, do prefeito Eduardo Paes (PSD) e do secretário especial da Juventude Carioca, Salvino Oliveira.

Vale ressaltar que o Emprega Juv terá por base 2 projetos: o Fala, Juventude! e o Papo de Futuro. Ambos contribuirão para a efetivação do direito ao trabalho, à profissionalização e à renda. A meta da pasta é atender, em 4 anos, 20 mil jovens.

Aproximadamente 20% da população de 15 a 29 anos no município do Rio não estuda e nem trabalha, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua referente ao 2º trimestre de 2019. O Emprega Juv reúne projetos, ações e parcerias diretas de orientação profissional, oferta de oportunidades de qualificação e inserção no mercado de trabalho, além de encaminhamento para vagas de emprego e de Jovem Aprendiz.

”Não é um momento simples, mas a gente vai aos poucos recuperar a confiança na nossa cidade. Precisamos acreditar na juventude e no Rio de Janeiro. É um lugar muito especial, uma cidade com muito potencial e vai voltar a dar certo”, disse Paes.

”O Emprega Juv é um programa muito ousado, de empregabilidade para a juventude. A gente sabe que o Rio passou por um momento muito delicado, precisa renascer de várias formas. Uma delas é a empregabilidade e isso passa, necessariamente, pela juventude. Essa é a importância desse programa, qualificar uma mão de obra para profissões do futuro, ligadas a outra dinâmica pós-pandêmica secretário”, complementou Salvino.

Os participantes dessas iniciativas ainda vão receber um auxílio remunerado, com valor a ser definido. As atividades serão oferecidas em todas as Áreas de Planejamento (AP) da cidade, na busca por atingir as regiões de maior vulnerabilidade. O Emprega Juv está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), relacionados a educação de qualidade, trabalho decente e crescimento econômico, indústria, inovação e infraestrutura.

Fala, Juventude!

O projeto ”Fala, Juventude!” promoverá oficinas temáticas nos eixos de audiovisual, arte, cultura e saúde estimulando o desenvolvimento dessas capacidades para facilitar a inserção de jovens de 15 a 29 anos nestas áreas profissionais. Incentivará o olhar para as atividades que já acontecem nas favelas e zonas periféricas da cidade, trazendo referências para contribuir e potencializar as habilidades artísticas e comunicativas da juventude.

Serão realizados 5 encontros presenciais, denominados oficinas, diariamente, totalizando 20 horas semanais, criando em cada edição um ciclo de oficinas de duração total de uma semana. Serão contemplados 40 territórios prioritários com o projeto Fala Juventude.

Papo de Futuro

Já o ”Papo de Futuro” oferecerá aos jovens cariocas de 14 a 24 anos ferramentas e conhecimentos que contribuam para sua inserção no mundo do trabalho, possibilitando a identificação de atividades ou profissões compatíveis com suas aptidões e interesses. São ciclos formativos de 25 horas de carga horária mediados por equipe composta de educador, psicólogo e assistente social.

Os ciclos vão trazer noções essenciais de autoconhecimento para auxiliar no reconhecimento de suas habilidades e competências, visão de futuro/plano de ação, finanças e gerenciamento socioemocional. As diretrizes do projeto são: acesso à educação e trabalho e renda; cidadania e direitos da Juventude; e qualificação e capacitação profissional.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui