Parece que o prefeito Marcelo Crivella está tentando encontrar mais fundos para o Rio de Janeiro de qualquer jeito. Nesta sexta-feira, 05/07, entrou no ar o site licitaimoveis.rio, que apresenta uma carteira de imóveis de propriedade da Prefeitura do Rio de Janeiro disponíveis para comercialização, via alienação, concessão, permissão e cessão de uso. Possíveis compradores terão acesso a informações como localização, área do imóvel, valor mínimo da oferta, documentação necessária e fotografias dos terrenos e das unidades imobiliárias. No caso daqueles em licitação, são divulgados também a modalidade de pagamento e os dados dos respectivos editais.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

De acordo com o secretário de Fazenda, Cesar Augusto Barbiero, estão sendo colocados: “À venda imóveis que não têm, no momento, utilidade para o Município e não geram recursos para o caixa municipal“.

Os imóveis pertencem ao Fundo Especial de Previdência do Município do Rio de Janeiro (Funprevi) e ao Município. Eles estão localizados em bairros como Barra da Tijuca, Centro, Cidade Nova, Guaratiba, Copacabana, Cordovil, Irajá e Recreio dos Bandeirantes, entre outros. Há ofertas para venda – como o de terrenos nas Ruas do Lavradio, no Centro, e Salvador Allende, na Barra – e também para concessões – como terrenos na Avenida Brasil e na Linha Amarela, por exemplo.

A maioria são terrenos, como no Parque das Rosas sendo vendido por quase R$ 12 milhões, mas também há salas comerciais, como uma em Copacabana por R$ 321 mil. E, curiosidade, está sendo vendida a concessão por 10 anos do heliponto da Lagoa, R$ 201.600, ano. E o aluguel do Antigo Prédio do Automóvel Club, na Rua do Passeio 90, R$ 37.500, valor mensal e ainda precisa a modernizar o prédio. Ah, pegadinha, são valores mínimos, já que tem licitação no meio… só não pode ser que nem a do camarote que virou até CPI.

Os editais e anexos das licitações continuarão a ser disponibilizados também no ambiente E-compras, conforme legislação. O site licitaimoveis.rio será constantemente atualizado pelos órgãos competentes e, ao longo das próximas semanas, mais imóveis devem ser disponibilizados.

Mas fica a pergunta, você compraria um imóvel vendido por Marcelo Crivella?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui