A estação Olaria do BRT voltou a funcionar nesta sexta-feira, dia 25, após mais de um ano fechada devido a vandalismo e furto de equipamentos.  No total, foram gastos R$ 285 mil nas obras de recuperação. Olaria é a primeira das 46 estações inoperantes a ser devolvida aos passageiros após a Prefeitura assumir a gestão do BRT Rio, em março. 

As equipes que trabalharam no projeto levaram em conta problemas graves no sistema, como depredação e evasão (calote). Todos os pontos considerados frágeis no modelo anterior foram mudados. As principais alterações são: substituição dos painéis e portas de vidro por chapas de ferro vazadas – o que evita o alto índice de quebra de vidros e permite a ventilação natural; fiação embutida e mecanismos das portas blindados; alarmes luminosos e sonoros das portas, indicando a abertura e o fechamento delas, para a segurança dos usuários; e trava automática das portas (só destrava quando o BRT para na estação). 

As obras incluíram o fechamento do acesso ao forro e à cobertura. A entrada é possível apenas pelas catracas próximas às bilheterias instaladas nos dois lados da estação, que foram reformadas. Entre os serviços executados estão ainda pinturas interna e externa, novas instalações elétricas e programação visual, reforço na iluminação e colocação de guarda-corpos.

Foi um trabalho de reconstrução, a estação estava muito destruída. Peço a colaboração da população para zelar pela preservação da estação Olaria e mantê-la tão bonita quanto está sendo entregue hoje“, disse a diretora-presidente Claudia Secin, à frente da intervenção no BRT Rio. 

Todas as mudanças implementadas na estação visam à redução dos custos com vandalismo e furto, cuja média mensal em todo o sistema é de R$100 mil. O processo de reforma e reabertura gradativa das outras 45 estações segue em ritmo intenso. Até o final de setembro, todas estarão funcionando.

Uma das prioridades dessa gestão é devolver à população um sistema BRT que funcione e que facilite a vida de todos os seus usuários. Ainda falta muito, mas reafirmamos hoje o nosso compromisso em entregar um sistema de transporte digno, com estações reformuladas e mais seguras. Nossa cidade merece, em especial, o nosso subúrbio”, destacou o subprefeito da Zona Norte, Diego Vaz.

A reabertura da estação Olaria é um símbolo da retomada da mobilidade no Rio de Janeiro. A estação foi reformada com melhores condições para a população, com melhoria de acessibilidade no entorno.  Com o avanço da vacinação, a gente espera que a cidade volte a crescer, a se encontrar, e o transporte tem tudo a ver com esta retomada“,  concluiu a secretária municipal de Transportes, Maína Celidonio.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui