O Governo do Estado vai encaminhar à Alerj (Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro) até março um projeto de lei propondo a criação de um fundo de segurança pública no estado do Rio, gerido pelo Gabinete de Gestão Integrada e destinado a fazer investimentos na área de segurança. A idéia surgiu durante o café da manhã realizado nesta sexta-feira no Palácio Laranjeiras reunindo o governador Sérgio Cabral, o prefeito Cesar Maia, o procurador geral de Justiça dos Estados Unidos, Alberto Gonzalez, que acumula o cargo de secretário de Estado, e o embaixador americano no Brasil, Clifford Sobel, além da cúpula de segurança estadual. O governo do estado vai preparar uma minuta da mensagem e levâ-la para análise do prefeito do Rio. Se for aprovada por Cesar Maia, a minuta será encaminhada para a Alerj. “O prefeito está muito satisfeito com a atuação do Gabinete de Gestão Integrada e acredita que ele é o foro adequado para administrar os recursos do fundo. O próprio prefeito disse que o município vai contribuir”, informou Cabral. O fundo captaria recursos não apenas da prefeitura do Rio, mas de outras fontes públicas, como os governos federal e estadual e municípios fluminenses, e da iniciativa privada.

O prefeito Cesar Maia revelou que a prefeitura vem mantendo contato permanente com as forças de segurança do estado. Segundo o prefeito, o fundo facilitaria a implementação de programas e projetos na área de segurança, eliminando a necessidade da formalização de convênios. “Há uma complexidade na introdução de programas novos, como alteração na carga horária de policial, onde há uma série de restrições legais”, ressaltou Cesar Maia.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui