A Prefeitura do Rio, através da Secretaria Especial de Turismo, e a Fundação Getúlio Vargas assinam convênio para desenvolvimento do Programa de Pesquisa sobre a Economia do Turismo da Cidade do Rio de Janeiro, cujo objetivo é reunir as informações sobre turismo no Rio e estimular novos trabalhos de pesquisa sobre o tema.

Para o secretário Especial de Turismo, Rubem Medina, a existência de números confiáveis e atualizados é essencial para conhecer o potencial turístico do município. Com base em informações precisas, tanto o setor público quanto as empresas privadas podem planejar melhor seus investimentos na cidade”.

A Prefeitura selecionou o Núcleo de Estudos Avançados em Turismo e Hotelaria (NEATH) da Fundação Getúlio Vargas para parceira no projeto através de uma convocação pública, da qual se apresentaram oito instituições universitárias sediadas na cidade. A proposta da FGV foi selecionada em função do melhor projeto apresentado, melhor conjunto de trabalhos já realizados na área e maior volume de contrapartida.

Ao longo de oito meses, a pesquisa mobilizará pesquisadores e estudantes para sistematizar as informações estatísticas disponíveis (número de visitantes, ocupação hoteleira, gasto médio etc.) e construir um modelo da economia do turismo na cidade, estimando sua contribuição para a geração de empregos, renda gerada e impostos recolhidos. Os resultados serão colocados à disposição do público através da Internet.

Completada essa primeira etapa, a Prefeitura poderá continuar apoiando o projeto, mas espera uma contrapartida crescente não apenas da FGV como também de outras entidades da própria indústria do turismo, que se beneficiam diretamente do resultado das pesquisas. Segundo o secretário Rubem Medina “a idéia é apoiar uma iniciativa sustentável, que não dependa exclusivamente do município para gerar resultados no futuro”.

O programa terá início em fevereiro e deverá estar concluído em oito meses, quando o relatório final deverá ser apresentado em um seminário com a participação de pesquisadores e empresários do setor.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui