Foto: Divulgação/Seconserva

A Prefeitura do Rio, por meio de ação conjunta entre a Secretaria Municipal de Conservação (Seconserva), a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e a Subprefeitura de Jacarepaguá, fez uma ação de ordenamento urbano e fiscalização de construções irregulares em Jacarepaguá, na Zona Oeste.

As equipes emitiram notificações para sete construções irregulares na região da Colônia Juliano Moreira. Cinco edificações sem licença ficavam na Avenida Sampaio Correia, enquanto as outras duas estavam situadas à Avenida Adauto Botelho.

Durante a fiscalização, a Prefeitura desativou um lava a jato irregular e apreendeu equipamentos de um trailer instalado sob o viaduto da TransOlímpica. Também foram retiradas seis ligações clandestinas de água e cinco instalações clandestinas de energia elétrica.

A subprefeita de Jacarepaguá, Talita Galhardo, acompanhou o serviço. “Voltamos a um local para o qual a Prefeitura já havia emitido notificação, pedido para parar as obras e levado a Patrulha Ambiental para multar pelo corte das árvores que existiam no terreno. É um absurdo! As leis têm que ser cumpridas”, disse ela, indignada.

Antes de construir, é preciso pedir a licença na Prefeitura e verificar se o lote é regularizado. Ali é uma área pública invadida. Não podemos aceitar a continuidade das obras. Vamos voltar quantas vezes forem necessárias”, acrescentou.

A operação teve a participação de 36 servidores e contou com o apoio da Guarda Municipal, da Polícia Militar, da Comlurb, da Cedae, da Light e da Controladoria de Controle Urbano (CCU). Para o trabalho, a equipe usou uma retroescavadeira, dois caminhões, dez viaturas e um reboque.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui