Foto: Myke Sena/MS

O caso do carioca que tomou 5 doses de vacina contra Covid não foi o único. A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), informou que outros 16 casos de pessoas que tomaram mais de duas doses de imunizantes foram identificados e encaminhados para apuração dos órgãos judiciários competentes.

O assunto veio à tona após ser identificado que um morador conseguiu tomar cinco doses de vacina. Segundo informações publicadas pelo “Blog do Edimilson Ávila”, o carioca de 48 anos se aproveitou de quedas na rede da SMS para enganar os aplicadores. Com o sistema fora do ar, os dados eram anotados em papéis e computados depois, permitindo que ele burlasse o sistema e recebesse mais doses do imunizante.

Desde 12 de maio, o morador tomou três doses em um posto de Copacabana e duas no Chapéu-Mangueira, no Leme. Ele foi descoberto nesta semana, ao tentar tomar a sexta dose em Santa Cruz, na Zona Oeste.

Em nota, a Prefeitura informou que “conseguiu identificar o usuário e confirmou a notificação de cinco doses recebidas pelo cidadão, com quem entrará em contato para esclarecer as circunstâncias e avaliar medidas cabíveis“.

Ainda segundo o Blog, o homem teve duas aplicações em menos de 15 dias, além de registros de segunda dose antes mesmo da primeira. Confira:

  • 12 de maio: 1ª dose da Pfizer;
  • 5 de junho: 2ª dose da AstraZeneca;
  • 17 de junho: 2ª dose da CoronaVac;
  • 9 de julho: 2ª dose da Pfizer;
  • 21 de julho: 1ª dose da CoronaVac;
  • Semana de 16 de agosto: tentativa da 6ª dose.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui