Prefeitura ‘ignora’ Bolsonaro e lança edital para desfile do 7 de setembro no Centro do Rio em vez de Copacabana

Presidente afirmou que a parada militar aconteceria no famoso bairro da Zona Sul carioca

Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

Mesmo depois do presidente Jair Bolsonaro ter dito que a parada militar do 7 de setembro aconteceria na orla de Copacabana, a Prefeitura do Rio de Janeiro publicou um edital no Diário Oficial do Município nesta quarta (03/08) sinalizando que a comemoração da data acontecerá na região central da cidade, mais precisamente na Avenida Presidente Vargas, como tradicionalmente ocorre.

Segundo o edital, diversas estruturas de metal, toldos, arquibancadas, tribunas – além de grades e sonorização – serão adquiridas e instaladas para o desfile, com um custo estimado de R$ 318.035.

O pregão eletrônico, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Governo e Integridade Pública do RJ, também detalha a posição do que deve ser instalado – especialmente as tribunas e arquibancadas, com tudo em volta do Monumento a Duque de Caxias.

A Prefeitura informou em nota que “até momento, não recebeu nenhum pedido de alteração do local do desfile de 7 de setembro e, por isso, segue com o trabalho de apoio logístico para que o evento ocorra em seu local tradicional, a Av. Presidente Vargas”.

Na terça-feira (02/08), no Twitter, Eduardo Paes havia se colocado ”inteiramente à disposição do Governo Federal”, mas ressaltou que o evento ”demanda uma logística bastante complexa”. O prefeito ponderou ainda a estrutura necessária e a demora para montagem.

”Obviamente, desafios que podem ser superados desde que se tenha organização e planejamento e se permita modificações na estrutura tradicional do evento”, finalizou.

Bolsonaro havia dito que, na data em que se comemora a Independência do Brasil, ele estará presente em desfiles oficiais pela manhã, em Brasília, como é tradição, e também no Rio de Janeiro, à tarde.

”Nós queremos, pela primeira vez, inovar no Rio de Janeiro. Sei que vocês queriam aqui, mas nós queremos inovar no Rio de Janeiro. Às 16h do dia 7 de setembro, pela primeira vez, as nossas Forças Armadas e as nossas irmãs, forças auxiliares, estarão desfilando na Praia de Copacabana ao lado do nosso povo”, disse, durante a convenção nacional do Republicanos, realizada em São Paulo.

No mesmo dia em que Bolsonaro afirmou que o desfile havia sido transferido para a Praia de Copacabana, o presidente também disse que as Forças Armadas e forças auxiliares, as polícias militares, desfilariam no evento. Entretanto, o edital da prefeitura não cita essas participações.

De acordo com o texto, a polícia militar somente estará presente na interdição da Avenida, colaborando com a CET-RIO (Companhia de Engenharia e Tráfego do Município do Rio de Janeiro) e a Guarda Municipal do Rio de Janeiro.

Advertisement

11 COMENTÁRIOS

  1. Essa mania de interferência na decisão dos poderes virou moda com mandos e desmandos… pura vaidade! Antigamente se tinha o respeito aos presidentes, prefeitos chamavam o presidente para visitar suas cidades, e brigava por um evento com a ilustre presença do presidente da república.
    Hoje em dia é este desrespeito oposicionista que esperneia a todo custo, porém deveria se conformar porque ele é o seu e o meu presidente, aceitando ou não!

  2. Bolsonaro de vez enquanto comete alguns despautérios, mas o principal é que em seu governo, não houve nenhum caso de corrupção ou roubo confirmados, tirou as estatais com prejuízos de bilhões em governos anteriores, apresentando hoje lucros bilionários.
    A economia brasileira é a melhor que se recupera frente uma pandemia de 2 anos e a presente guerra da Ucrânia no mundo.
    As pessoas tem se preocupar com a gestão do governo, do que as coisas que ele fala.
    Gostando ou não o capitão é a melhor solução do que um bandido que desviou trilhões para ditaduras amigas; grandes empresários e loteou as estatais com pelegos amigos.
    Chega de carregar vagabundos nas costas.
    Sua administração não foi melhor devido a pandemia, a guerra na Ucrânia, a mídia com fake news diários e o Congresso, principalmente na Presidencia do bunda grande, mimado do Maia sentado em vários projetos que não foram avante.

  3. Nunca entendi o porquê de canhão e soldado desfilando pra comemorar independência. Isso é ranso de ditadura, no estilo Rússia e Coreia do Norte.

  4. Esses Bolsonaristas são totalmente imbecis, sempre misturando alhos com bugalhos, e até aqui espalhando Fake News.
    A parada de 7 de setembro sempre existiu e foi em frente a 1ª Região Militar, ou seja, em frente ao Palácio Duque de Caxias (patrono das forças armadas), como uma homenagem a este.
    Não tendo nada haver com demonstrações políticas (aliás, não podendo ser usada como tal, como bem quer nosso presidente), assim nosso Prefeito está certíssimo, em mantê-la por lá.
    Ninguém nunca quis acabar com nenhum desfile cívico, muito menos o Lula que tem o apoio de metade dos aquartelados.

  5. Absurdo!
    Agora o poste m… no cachorro!
    Os prefeitos e governadores querem mandar mais que o Presidente!
    Chora esquerdalha!!!
    Deus tem um plano para o Brasil! Bolsonaro faz parte desse plano!!!
    Bolsonaro 22!!!

  6. Sr.Andre,
    Onde vc.viu e/ou leu que a esquerda pretende cancelar os desfiles do 7 do Setembro? Que esteja conspirando contra essa manifestação relevante de civismo, comemorada desde os séculos passados? Com intenções de cancelar os desfiles?? Que poder a esquerda tem para tal fim? Facções criminosas de esquerda????? Por quê você não nomeia essas facções ,se você as conhece?? Tenho certeza que os demais leitores gostariam de saber. Ranço conservador e de burrice, você os tem. Diga-me, já que você é expert em esquerda: em que/quais situações a esquerda está encomodando o Boçalnaro, seu desgoverno? Tudo de ruim que acontece nesse desgoverno, a culpa é da esquerda??

  7. Pelo menos só se queria modificar o evento para uma outra localidade, mas com total respeito à civilidade; ao contrário dos esquerdopatas, que até pretendem cancelar Desfiles de 7 de Setembro Brasil afora, onde estão a “governar” como a demonstração de puro desdenho para com símbolos, e as manifestações cívicas do Brasil; conspirando contra os ideais de um Estado de direitos de um país democrático, não demôniocrata como as facções criminosas de esquerda.

    Se Bolsonaro é o Bozo, um palhaço do bem, e que só nos dá alegria, a esquerda é o palhaço Coringa, o do gozo de nosso patrimônio em benefício próprio aplicando o mal com sua força maléfica, e caóticas.

    Vote Bozo 22!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui