Prefeitura inicia as obras de drenagem da Avenida Borges de Medeiros, na Lagoa

Objetivo é minimizar impactos causados pelas chuvas; outras regiões como Vila Isabel, Guaratiba e Taquara também irão receber os serviços até o fim do ano

Foto: Divulgação

Neste sábado, (06/08), a Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Infraestrutura, deu início às obras de drenagem da Avenida Borges de Medeiros, na Lagoa, Zona Sul. O serviço faz parte das ações estratégicas do Plano Verão anunciadas pela Prefeitura no final do ano passado.

Neste primeiro momento, as intervenções serão realizadas no sentido Túnel Rebouças, na altura do Parque dos Patins. O local é um ponto crítico de alagamento da cidade, identificado pelo Centro de Operações Rio (COR). As obras devem durar seis meses e estão orçadas em R$ 2,4 milhões.

 “As obras de eliminação dos pontos de alagamento da Borges de Medeiros significa atuar de forma contundente para garantir a mobilidade dos cariocas nesse importante trecho viário. A atuação neste e em outros pontos elencados pelo COR, impacta diretamente na fluidez do trânsito em dia de chuvas na cidade”, explica a secretaria de Infraestrutura, Jessick Trairi.

Elaborado pela Rio-Aguas e pela Secretaria Municipal de Infraestrutura, o projeto da obra da Avenida Borges de Medeiros prevê a implantação de novas galerias pluviais em uma área de 8,6 mil m². Os serviços serão realizados ao longo de 350 metros, nos sentidos Gávea e Botafogo, na alça de retorno da pista e na área do estacionamento próximo ao Parque dos Patins. Um dos principais acessos ao Túnel Rebouças e o Túnel Acústico Rafael Mascarenhas, a avenida tem um volume diário médio de 55 mil veículos, quando considerado ambos os sentidos de circulação de trânsito.

Para reduzir os impactos da intervenção, o estacionamento do parque sofreu ajustes e novas passagens e acessos foram construídos para viabilizar uma rota de desvio durante a execução da obra. Apesar da mudança, recomenda-se a utilização da Avenida Epitácio Pessoa como rota alternativa.

Obras de drenagem em outros pontos da cidade

De olho no Verão, a Secretaria de Infraestrutura, dá continuidade a outras obras de drenagem de águas pluviais na cidade. Além da Borges de Medeiros, a Estrada da Pedra, em Guaratiba, na Zona Oeste, e a Rua Alexandre Calaza, em Vila Isabel, na Zona Norte, são outras vias importantes que estão tendo os seus sistemas de drenagem recuperados. As ações visam o combate a enchentes provocadas pelos grandes volumes de chuva que caem, sobretudo, durante a estação mais quente do ano.

Na Estrada da Pedra, as obras ocorrem em uma área de 4,1 mil m² e a previsão é que os trabalhos se encerrem em novembro. Já na rua Alexandre Calaza, as equipes da Infraestrutura atuam ao longo de 6,0 mil m². Após terem sido retomadas em junho, as obras devem ser concluídas no mês de outubro.

 Em breve, as estradas do Cafundá e do Catonho, no bairro da Taquara, também vão receber obras de drenagem para eliminação de ponto crítico de alagamento. O projeto encontra-se em trâmite licitatório e prevê a recuperação dos sistemas de drenagem de ambas as estradas, em uma área total de 7,6 mil m².

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui