Grande Premio Brasil 2016 - Jockey Clube Brasileiro. Foto: Beatriz Cunha.

A Prefeitura do Rio interditou, nesta segunda-feira (4/05), o Jockey Club Brasileiro, localizado na Lagoa, na Zona Sul do Rio. O local manteve suas atividades durante a pandemia do Coronavírus, mesmo não se enquadrando em serviços essenciais.

Fiscais da Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano, da Secretaria Municipal de Fazenda, emitiram um edital pedindo a interdição coercitiva do espaço.

Os agentes foram até o Jockey Club, exigiram a interdição das atividades de forma imediata e obrigatória e colocaram o edital de interdição em uma área visível no estabelecimento.

Edital de interdição coercitiva contra o Jockey Club Brasileiro. Foto: divulgação / SMF


Segundo a prefeitura, as atividades do Jockey, como exploração de jogos e realização de apostas com possíveis aglomerações em lojas de apostas, não são permitidas no decreto que determina as medidas de enfrentamento ao coronavírus.

Ainda de acordo com a prefeitura, o Jockey vai ser fiscalizado de forma constante e, se não respeitar a interdição, o município vai enviar uma notícia-crime ao Ministério Público Estadual, caracterizado como crime de desobediência, além de aplicar uma multa diária de R$ 891,59 e casar o alvará de licença.

O DIÁRIO DO RIO entrou em contato com o Jockey Clube Brasileiro, mas até a publicação dessa matéria não havia conseguido contato.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui