Evento irregular de carros no Recreio dos Bandeirantes - Foto: Divulgação/Seop

Entre a noite da última sexta-feira (30/04) e a madrugada deste sábado (01/05), a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), vinculada à Prefeitura do Rio de Janeiro, interrompeu 3 eventos irregulares que aconteciam na Zona Oeste da capital fluminense.

No início da noite, a Seop recebeu denúncia de um evento clandestino de carros, na Praça do Posto 12, no Recreio dos Bandeirantes. A aglomeração contava com cerca de 150 veículos e aproximadamente 200 pessoas. Diversos carros foram multados por estacionamento irregular. Todo o local foi evacuado imediatamente após a chegada da fiscalização.

Posteriormente, através de uma nova denúncia de aglomeração, a fiscalização chegou a uma whiskeria na Rua Lucaia, na Taquara. Aproximadamente 150 pessoas estavam no local. O responsável pelo estabelecimento foi multado e a casa interditada pela Vigilância Sanitária.

Whiskeria na Taquara – Foto: Divulgação/Seop

Em seguida, o comboio seguiu para a Estrada do Pontal, no Recreio dos Bandeirantes, em solicitação para impedir uma festa rave clandestina que foi mapeada pelo setor de inteligência. O evento ainda estava sendo iniciado e contava com cerca de 80 pessoas no momento da chegada da equipe, mas tinha estrutura para receber 1.500 clientes, além de contar com DJ e música ao vivo. A festa foi encerrada e o responsável autuado por aglomeração. Os agentes permaneceram até a desmobilização completa.

A realização de eventos de qualquer natureza, festas, rodas de samba, em áreas públicas e particulares, bem como o funcionamento de boates, danceterias, salões de dança e casas de espetáculo, seguem proibidas na cidade.

Entre a sexta-feira e a madrugada deste sábado, a Prefeitura do Rio registrou 1.516 autuações – entre multas e interdições a estabelecimentos, infrações sanitárias, multas de trânsito, reboques e apreensões de mercadorias. Ao todo, os fiscais multaram 91 bares, restaurantes e ambulantes e fecharam 14 estabelecimentos flagrados descumprindo o decreto.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui