Foto: Alexandre Macieira/Riotur

Foi lançado pela Secretaria Municipal de Planejamento Urbano (SMPU) um site para ouvir a população carioca sobre ações de revitalização do Centro e Região Portuária do Rio de Janeiro. A plataforma digital e colaborativa espera que moradores, comerciantes e pessoas interessadas no tema possam dar sua contribuição com ideias para o plano urbano Reviver Centro.

Através de uma pesquisa breve, que dura menos de 5 minutos, os interessados podem se manifestar. Para participar, acesse o link: https://reviver-centro-pcrj.hub.arcgis.com.

O projeto faz parte das iniciativas da Prefeitura, que está priorizando o planejamento com foco em projetos de moradias, além de apresentar soluções contra o esvaziamento da região, com ações que diminuam a insegurança e a falta de ordenamento urbano.

O Shopping Paço do Ouvidor é referência no Centro do Rio. Passa no Paço

“O Centro do Rio é uma cidade de 5 minutos. Saindo de uma estação de metrô, trem ou VLT você acessa, em uma caminhada de 5 minutos, restaurantes, museus, comércios. Há de tudo ali. Esse território é fantástico para moradia. Com o plano, a gente busca incentivar a recuperação urbana, tudo ao mesmo tempo, permitindo que esta área possa ser revitalizada” afirma o secretário municipal de Planejamento Urbano, Washington Fajardo.

2 COMENTÁRIOS

  1. Esse secretário está viajando na maionese, o centro do Rio era magnífico antes do nervosinho entrar e destruir tudo, o comércio maravilhoso fechou as portas, os pontos de ônibus sumiram, os lojistas antigos foram embora, os calçadões imensos, que até servem para bater uma pelada no final de semana, agora não tem mais serventia, o povo, sem poder mais ir ao centro, migrou para o comércio de bairro e pela facilidade de comprar pela internet, quem vai morar num centro abandonado e destruído? Quem hoje em dia pode ir ao Saara, Edf Central, Campo de Santana, Praça XV de carro se agora não tem onde parar e corre o risco de ser multado? Esses playboysinhos de zona sul acham que o povão anda de metrô e VLT, lêdo engano, o povão anda de ônibus, e se não pode mais ir de ônibus não vai. Se for fazer compras, como vai voltar de metrô ou VLT cheio de sacolas? Os caras não pensam nisso. Hoje o povo consegue ter carrinho, mas se fecharam o centro para os automóveis, matou tudo. Se acabaram com os pontos de ônibus, destruíram o comércio. Essas “cabeças pensantes” da prefeitura e do trânsito acham que o centro foi feito só pra turista passear ou beber num botequim até cair, esqueceram que se o carioca não pode chegar de ônibus tudo vai morrer até secar.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui