Uma das árvores ipês no Rio de Janeiro - Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Fundação Parques e Jardins (FPJ), vinculada à Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMS), elaborou um mini-roteiro divulgando onde estão localizadas na cidade algumas árvores ipês, que costumam florescer na atual época do ano, para estimular a população a contemplar a beleza das espécies, fotografá-las e apontar diferentes áreas onde elas predominam.

O roteiro inicial (confira no final da matéria) destacou 19 locais, espalhados pela região central da capital fluminense e pelas zonas Sul, Norte e Oeste. A meta da FPJ é ultrapassar 100 indicações, para, em seguida, promover um concurso de fotografia, com o objetivo de fomentar o contato dos cariocas com a natureza e a aproximação com as árvores urbanas da cidade.

Os ipês são árvores ”caducifólias”, que perdem todas as folhas, restando apenas suas flores magníficas. As flores de cor intensa surgem de junho a novembro, de acordo com cada espécie. As primeiras espécies a florescerem são os ipês roxo e rosa, seguidos pelos ipês amarelo e branco.

A palavra ”ipê” possui origem indígena e significa ”casca dura”. A árvore também é conhecida popularmente como ”pau d’arco”, pois os índios a utilizavam para fazerem os seus arcos para caça e defesa.

Roteiro dos Ipês

Centro

  • Avenida Presidente Vargas (Estação do metrô ”Cidade Nova”)
  • Rua São José (Buraco do Lume)
  • Rua Treze de Maio
  • Rua Uruguaiana

Zona Sul

  • Monumento aos Pracinhas (Parque do Flamengo)
  • Parque dos Patins (Lagoa)
  • Praça Ben Gurion (Laranjeiras)
  • Rua Orsina da Fonseca (Gávea)
  • Rua Paissandu (Flamengo)

Zona Norte

  • BioParque do Rio (Quinta da Boa Vista)
  • Estacionamento da Uerj (Maracanã)
  • Rua General Savaget (Marechal Hermes)
  • Rua Leopoldo Bulhões (Manguinhos)
  • Rua Miguel Angelo, 600 (Cachambi)
  • Rua Oliveira Figueiredo (Vaz Lobo)

Zona Oeste

  • Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá
  • Avenida das Américas (Estação do BRT ”Pontões Barra Sul”, Barra da Tijuca)
  • Estrada de Curicica, 1.224 (Curicica)
  • Rua Padre Ventura (Taquara)
  • Shopping Downtown (Barra)

13 COMENTÁRIOS

  1. Plantei vários Ipês na minha calçada. Estão enormes, com 5 anos de idade e ainda não deram flores. Também tenho mudas de Ipê amarelo. São árvores muito lindas!

  2. Esqueceram de incluir no Centro a Avenida Presidente Wilson que está toda florida com os Ipês-rosa e também a Marechal Câmara.

  3. Se derem ao trabalho de visitar o Bairro de Vila Valqueire – Zona Oeste também vão se deparar com lindas árvores da espécie. Fica a VISÃO.

  4. Boa tarde!!!

    Só esqueceram de mencionar que a árvore da foto fica no Recreio, mas especificamente na rua Rabino Henrique Lemle.
    Aliás, na reportagem sequer mencionam o bairro do Recreio dos os Bandeirantes

  5. o que adianta incentivar, se alguns baderneiros. quebram as mesmas, por maldade.
    eu e o meu filho, plantamos. diversos pés de ipê, que eu trouxe, de carro, de Minas, com mais de 1:50m, e plantamos em volta do Maracanã.
    quando da reforma, os empreiteiros arrancaram todos.
    na praça em frente ao Maracanã, plantamos alguns, mas ao final dos jogos, as torcidas, quebravam, pra usar como armas, pra obrigarem..
    acabei desistindo.

    • Pra construir aquele monstrengo da Cidades das artes a prefeitura derrubou mais de 500 árvores!!!Até parece q esses prefeitos se preocupam com nossa flora!!
      Só ver as favelas ,tipo a do ITANHANGÁ,exterminando com a mata Atlântica…isso esse idiota desse prefeito não vê!!!!

  6. A prefeitura deveria se preocupar é com a PODA das árvores!!!É árvore entupindo bueiro,embolando na fiação, e esse Parques é Jardins não fazem é porra nenhuma!!!Cabidão de emprego!!!Se se chama vem uns idiotizados,q não tem a menor noção de como se poda uma árvore!!!E ai de quem resolve cortar por conta própria….vem logo um vagal da prefeitura querendo um pixuleco pra livrar da multa!!!PARASITAS!!!

    • Basta colocar tampas com cestos nos bueiros. Fazerem a com leta frequente.
      O problema é, portanto, de manutenção.
      Não põe a culpa nas árvores… Sem deixar de lembrar que lixo mesmo é o produzido pelo homem/pela mulher ou cistrangenero lançando em qualquer lugar. Do papelzinho de bala e cigarro até sofá e fogão.

      • Hã????Não entendi!!!Entupir bueiro é o de menos(se bem q isso é dever da Comlurb,e não do cidadão),como fazer se por falta de poda,as raízes das árvores levantam calçadas,invadem encanamentos,chegando a invadir todo o encanamento de prédios e casas?O morador não pode mexer em árvores que estão na via pública…..as pessoas tem q ficar reféns da “boa-vontade “dos funcionários dos parques e jardins!!!Mexeu,podou?É multa!!!

  7. A Prefeitura do Rio de Janeiro, junto com seu órgão Parques e Jardins deveria atuar mais nesta área, plantando mais árvores nos parques, praças e jardins da cidade.
    Deveria também incentivar os moradores a plantar mais árvores/plantas decorativas em seus jardins, calçadas e terrenos.
    Não vejo nenhuma campanha, aliás, sinto falta de campanhas para motivar e mobilizar a população, seja lá o que for.
    Fica a dica.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui