Orla do Leblon na manhã deste domingo (17/01) - Foto: Reprodução/GloboNews

A Prefeitura do Rio de Janeiro autorizou a reabertura, já a partir deste domingo (17/01), das áreas de lazer na orla carioca e do estacionamento nos arredores das praias nos finais de semana. Com a liberação, logo cedo já era possível observar uma boa quantidade de pedestres e ciclistas pelos locais.

Devido à determinação, as pistas de rolamento junto à orla das avenidas Atlântica (Copacabana), Vieira Souto (Ipanema) e Delfim Moreira (Leblon), além de ambos os sentidos do Aterro do Flamengo, ficarão fechados para o trânsito.

A Prefeitura autorizou a reabertura após a divulgação do 2º boletim epidemiológico, na sexta-feira (15/01), elaborado pelo Centro de Operações de Emergência (COE-Covid-19 Rio). Vale ressaltar que o município tem atualmente 28 regiões com alto risco para a doença, isto é, 10 a mais que na semana passada.

Para justificar a liberação, o Poder Executivo Municipal argumentou que o uso das áreas de lazer ajuda a população a recuperar a saúde tanto física quanto mental, uma vez que a pandemia já chega a 10 meses. A Prefeitura, no entanto, destaca que segue sendo necessário respeitar as medidas de distanciamento social e as ”regras de ouro”, como utilização de máscaras, para não disseminar o vírus.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

1 COMENTÁRIO

  1. O problema não é a praia, e sim de onde veem as pessoas à praia. Isto é, o deslocamento das pessoas de uma região a outra onde não residem.
    Se alguém teve o mínimo de curiosidade para saber como países da Europa fazem o controle e divulgam suas normas, sugiro acessar a página do governo francês. Nele é possível ver que as pessoas mesmo durante o período de mais rigor não eram proibidas de sair de casa pra fazer exercícios. Mas desde que fosse a até 2 km de casa.
    Infelizmente no Brasil o povo todo desde de trem da baixada e zona norte até às praias e aos parques na Zona Sul. Governante algum aqui no Rio e no Brasil impôs limite.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui