Hospital Ronaldo Gazolla, adminsitrado pela Prefeitura do Rio - Foto: Divulgação

A nova gestão da Prefeitura do Rio de Janeiro, comandada por Eduardo Paes (DEM), planeja, já para sua primeira semana oficial no comando da capital fluminense, abrir 55 leitos dos 343 prometidos para o combate à Covid-19 na cidade.

Para que isso aconteça, o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, na Ilha do Fundão, Zona Norte, está recebendo os últimos ajustes para que ao menos 25 vagas sejam abertas de imediato. Vale ressaltar que a unidade é administrada pela UFRJ, mas um acordo da Secretaria Municipal de Saúde com o Governo Federal colocará profissionais que antes trabalhavam no Hospital de Campanha do Riocentro para atuar no local. Além disso, Paes anunciou, no último sábado (02), que 30 novos leitos serão liberados no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari.

Em relação ao número total prometido pela Prefeitura, isto é, 343, serão 193 vagas abertas na rede municipal, distribuídas, além do Clementino Fraga e Ronaldo Gazolla, também nos hospitais Souza Aguiar, no Centro do Rio, e Salgado Filho, no Méier. As outras 150 vagas restantes serão via rede privada.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui