Foto: Cdurp / divulgação)

A Cdurp (Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro) aceitará, até 12/12, propostas para a venda de um terreno de 4.900 metros quadrados no Porto Maravilha, com lance mínimo de R$ 13,6 milhões. A venda, pela modalidade de concorrência pública, será feita para a oferta de maior valor. O lance mínimo equivale a cerca de R$ 2,8 mil por metro quadrado.

“Esse é um investimento que vai valer a pena a longo prazo. E a principal demanda que se apresenta na região é para a área residencial”, afirma Claudio André de Castro, diretor da Sergio Castro Imóveis, empresa que desde 2008 atua na área do Porto.

O terreno que está sendo vendido pela Cdurp fica no bairro do Santo Cristo, em área que já foi ocupada por galpões de escolas de samba do grupo de acesso, na rua Equador, 196, esquina com a avenida Pereira Reis. A demolição das antigas estruturas foi feita no ano passado.

“Não se gasta todo esse dinheiro para usar uma infraestrutura cara por cinco dias na semana. Queremos que seja usada durante sete dias da semana. O Porto tem que ter mais moradores”, disse Claudio.

Estimativas da Cdurp apontam que a região portuária tem capacidade para 400 mil moradores, que hoje não passam dos 30 mil. Somente 0,47% da população do Rio reside nos bairros do Porto, apesar de 35% dos empregos da cidade estarem no Centro.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui