Foto: Divulgação Seop / Prefeitura do Rio

Em mais um final de semana de desrespeito as medidas de combate à Covid-19, a prefeitura do Rio fechou 1 boate na praça Mauá, região central da cidade e aplicou multas em estabelecimentos. Somando o patrulhamento de sábado e domingo, foram 64 inspeções, com 6 interdições, 20 infrações sanitárias e 44 autos de infrações com aplicação de multa.

A ação conjunta integrada pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) também removeu 336 veículos em toda cidade. Na Florida Club, os agentes constataram som alto, clientes consumindo bebidas em pé, fumo em ambiente fechado, pessoas sem máscara e falta de licenciamento sanitário. Diante das irregularidades, a boate recebeu interdição sumária cautelar até as 7h da manhã desta segunda-feira, dia 01/02.

Durante o sábado, dia 30/01, a força-tarefa atuou nos bairros de Copacabana, Leme, Ipanema (até o Arpoador), Leblon, Vila Isabel, Praça da Bandeira, Tijuca e Maracanã – palco da final da Copa Libertadores da América. Dentro do planejamento operacional para o jogo entre Santos e Palmeiras, as equipes fiscalizaram 17 pontos, realizou 9 notificações sanitárias e 3 interdições no Birosca Espeto Beer, Buxixo Chopp e em uma banca de jornal. Os agentes também orientaram 33 ambulantes sem autorização a deixar as ruas e apreenderam 95 bebidas alcoólicas e 3 veículos foram removidos por estacionamento irregular.

Já no domingo, as equipes fiscalizaram quiosques, bares, restaurantes, ambulantes e barraqueiros de Copacabana, Leme, Ipanema, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Jacarepaguá, Anil e Pechincha. Na orla da Zona Sul, ocorreram 3 multas em quiosques por falta de uso de máscara. À noite, na Avenida Olegário Maciel, na Barra, o proprietário de uma loja decidiu encerrar as atividades após os agentes constatarem aglomeração no local e entorno. O estabelecimento foi multado e o público dispersou.

Desde o início da operação, no dia 15/01, as equipes da Prefeitura já realizaram 60 incursões em áreas comerciais de 42 bairros: Méier, Maracanã, Tijuca, Vila Isabel, Leblon, Ipanema, Copacabana, Botafogo, Bangu, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Lapa, Ilha do Governador, Lagoa, Largo do Machado, Aterro do Flamengo (área de lazer), Vila da Penha, Vista Alegre, Gávea, Marechal Hermes, Urca, São Cristóvão, Campo Grande, Barra de Guaratiba, Guaratiba, Catete, Laranjeiras, Glória, Freguesia de Jacarepaguá, Vila Kennedy, Brás de Pina, Honório Gurgel, Rocha Miranda, Madureira, Saúde, Padre Miguel, Vila Valqueire, Centro, Jacarepaguá, Anil, Pechincha e Praça da Bandeira. Ao todo, a operação contabiliza 346 inspeções a estabelecimentos, registrando 174 infrações sanitárias e 30 interdições, sendo 8 delas de eventos clandestinos que reuniriam público total estimado de mais de 4,5 mil participantes.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui