Homem passa por um mural representando um trabalhador com equipamento de proteção que desinfeta um novo coronavírus no Rio de Janeiro | Foto: Silvia Izquierdo/AP

Entre os meses de junho e outubro, os agentes da Prefeitura do Rio registraram 8.238 infrações pela falta do uso de máscaras de proteção contra a Covid-19. Esse número representa 82,71% do total de multas aplicadas pelas autoridades municipais em 139 dias de fiscalização durante a pandemia.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

No total, são 9.959 infrações sanitárias diversas, entre os dias 5 de junho e 22 de outubro. Das 8.238 pessoas multadas pela falta do uso de máscaras, 7.769 estavam em via pública e 469 foram flagradas dentro de estabelecimentos comerciais. Outras 403 multas foram aplicadas por aglomeração em estabelecimentos, incluindo a formação irregular de filas.

No geral, 8.147 autuações foram aplicadas em pessoas físicas por meio do CPF e 1.812 (18%) em pessoas jurídicas.

Durante o fim de semana, a fiscalização municipal notificou vários comerciantes. Ao todo, 58 pontos de comércio, como food trucks e atrações infantis, foram fechados. Os fiscais também aplicaram 238 multas de trânsito e notificam outros 5 bares. Os agentes públicos encontraram problemas como uso irregular de mesas e cadeiras, eventos sem autorização e veículos estacionados de forma irregular.

As equipes passaram por diversos pontos do Rio, incluindo bares e restaurantes e as praias das zonas Sul e Oeste. Além de verificar o cumprimento das medidas sanitárias adotadas durante a pandemia da Covid-19, a prefeitura também identificou infrações de trânsito, entre outros problemas.

A Subsecretaria de Licenciamento, Fiscalização e Controle Urbano esteve nos bairros do Centro, Vila Isabel, Barra da Tijuca e Engenho de Dentro, onde autuaram bares e restaurantes.

Já a Coordenadoria de Controle Urbano fiscalizou o comércio ambulante nos bairros da Glória, Flamengo, Humaitá, Laranjeiras, Leblon, Copacabana, Lapa, Barra e Engenho de Dentro, nas Zona Sul, Central, Oeste e Norte da Cidade. Ao todo cinco ambulantes foram notificados.

Só na Praça Alberto Torres, no Engenho de Dentro, Zona Norte da cidade, 26 barracas, 14 food trucks, dez bancas de ambulantes, quatro camas elásticas e dois pula-pulas infláveis foram desmontados ou fechados.

Segundo a Prefeitura do Rio, durante as abordagens, os agentes orientam a população sobre as restrições da atual fase de flexibilização. O município informa que é preciso conscientizar a população em relação às medidas a fim de evitar aglomerações e a disseminação do coronavírus.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui