Prefeito do Rio, Eduardo Paes, e secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, em reunião - Foto: Reprodução

Em contrapartida à antecipação do calendário de vacinação da primeira dose da AstraZeneca contra a Covid-19 em pessoas dos grupos prioritários, a partir da próxima segunda-feira (03), a Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou neste sábado (01) a suspensão por 10 dias da segunda dose da CoronaVac devido a um atraso na entrega das novas remessas.

Por meio de nota oficial, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) justificou que ”a cidade do Rio manteve a vacinação com a reserva técnica até o momento, porém o estoque se esgotou, como já havia acontecido em outros municípios e estados do Brasil”.

Ainda segundo a pasta, ”pelo cronograma do Ministério da Saúde, não haverá reposição da CoronaVac em quantidade suficiente antes do prazo informado”.

Paralelamente, a SMS afirmou que manterá a aplicação da segunda dose de CoronaVac em pessoas acamadas e em idosos acima de 70 anos que tenham tomado a primeira dose na capital fluminense.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Raphael Fernandes

Raphael Fernandes é jornalista, baixista e apaixonado por futebol. Integrante do programa

2 COMENTÁRIOS

  1. Agora povo Carioca!
    Não venha colocar a culpa na Prefeitura e no Estado.
    Pois o único culpado é o Presidente Coveiro..com a sua Necropolítica!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui