PARQUE OLÍMPICO DO RIO DE JANEIRO. FOTO: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL

O Ministério Público Federal entrou com um pedido na Justiça Federal exigindo que a Prefeitura do Rio de Janeiro e a Rio Urbe apresentem documentos das instalações olímpicas nos próximos 30 dias. A solicitação foi feita nesta sexta-feira (14/02).



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

De acordo com o MPF, caso a solicitação não seja cumprida, cada órgão deverá pagar uma multa de pague multa de R$ 1 mil por dia de atraso na comprovação da documentação.

No dia 15 de janeiro, a Justiça Federal no Rio de Janeiro determinou a interdição das instalações construídas para a Olimpíada de 2016.

A medida atendeu também a pedido do MPF, sob a alegação de que os locais não poderiam ser usados por não terem licenças atestando a segurança.

Segundo o MPF, faltavam o laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros e o Habite-se da Prefeitura do Rio. A decisão foi derrubada no dia 28 de janeiro.

Ainda segundo o MPF, o legado olímpico sofre com descaso e abandono desde o fim das competições da Rio 2016. No pedido feito à Justiça Federal, o órgão ressalta que a extinção da Autoridade do Legado Olímpico agravou o problema.

Até o fechamento desta matéria a prefeitura do Rio não havia respondido ao contato do DIÁRIO DO RIO.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui