A Prefeitura da cidade do Rio de Janeiro vai manter a encampação da Linha Amarela e fazer outra licitação para escolher uma nova concessionária para administrar a via. A Justiça havia dado prazo até o dia 27 de fevereiro para que a Prefeitura e a concessionária Lamsa chegassem a um acordo, mas isso não ocorreu.

A gestão Eduardo Paes queria R$ 3 de pedágio, e a concessionária, que alega ter direito a cobrar R$ 7,5, admitia reduzir a R$ 6.

A decisão de encampar a Linha Amarela foi tomada pelo ex-prefeito Marcelo Crivella, em 2019. O caso foi parar na Justiça, que chegou a proibir a encampação da via expressa em novembro daquele ano.

Após isso, a Prefeitura recorreu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), que deu decisão favorável à administração municipal no fim do ano passado, permitindo a encampação.

2 COMENTÁRIOS

  1. O DIFÍCIL É ACEITAR QUE PERDEU, E PRA QUEM PERDEU…
    Enfim vencemos pedágio na Linha Amarela nunca mais, fazer nova licitação é a fala do perdedor para tentar mais uma vez enganar a todos pra se sair honrosamente do crime.
    Eles sabem que AVENIDA é bem público inalienável. Não ha a menor possibilidade legal de haver licitação para cobrar pedágio em AVENIDA.
    Essa falácia de perdedor e prevaricador, é porque eles sabem que tem a OBRIGAÇÃO de acabar com o pedágio da TRANSOLIMPICA na AVENIDA Pres. Tancredo Neves, que está nos moldes da Linha Amarela.
    Seria mais honroso assumir o fim da cobrança de pedágios em AVENIDAS do que ficar com essas infundadas ameaças de perdedor.

  2. Moral da história: Crivella estava certo – ao menos quanto a isso, defendendo o interesse do usuário ainda que tenha sido uma jogada para algum benefício pessoal. Se dependesse unicamente do Paes, nada teria sido questionado e os usuários continuariam pagando uma fortuna. Claro que com decisão do STJ, sabendo do tamanho do lucro que estava dando à Lamsa, não restava ao atual mandatário, que reassumiu em janeiro, aceitar uma diminuição tão pequena proposta pela empresa.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui