Foto O GloboA ALERJ aprovou hoje o projeto de lei 2.073/09, do deputado Marcelo Simão (PSB), que proíbe qualquer diferença entre os valores dos prêmios em competições esportivas masculinas e femininas promovidas pelos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do Estado do Rio. A regra também se aplica aos eventos esportivos com o apoio ou sediados em espaços administrados por qualquer dos três poderes.

Sou um liberal, mas neste caso concordo com o deputado. Como o dinheiro é do Estado, ou tem o apoio deste, tem de fomentar o esporte feminino e ajudar a diminuir o preconceito que se tem contra as mulheres atletas. O salário delas já é baixíssimo, medalhistas olímpicas tem uma dificuldade incrível de conseguir patrocínio, o que certamente afasta atletas que queiram se profissionalizar. Vamos sediar a Copa e as Olimpíadas e seria uma mostra de que estamos lutando para democratizar e melhorar nosso esporte.

 

O projeto será enviado ao governador Sérgio Cabral, que terá 15 dias úteis para sancionar ou vetar o texto.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui