Reprodução: Internet

Durante a sessão Plenária da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) desta quarta-feira (28/04) o presidente da Casa, André Ceciliano (PT) afirmou que os parlamentares estariam sendo ameaços pelo governador em exercício, Cláudio Castro (PSC). As ameaças em questão seriam em relação à votação de suspensão do decreto que autorizou venda da Cedae.

A sessão foi marcada por um debate entre o presidente da casa e o líder do governo, deputado Márcio Pacheco (PSC). Ceciliano chegou a chamar a atenção de Pacheco sobre as denúncias de que o governador em exercício.

“Hoje, eu já recebi vários deputados reclamando que, inclusive, o próprio governador tem ligado e fazendo ameaças. Quero dizer ao deputado Márcio Pacheco que nem o governador afastado, Wilson Witzel, fez isso. Nem o governador afastado ligou para deputado ameaçando. Isso não fica bem e não acaba bem. A gente já viu isso aqui”, apontou Ceciliano.

Em defesa de Castro, Márcio Pacheco afirmou que o governador em exercício não teria essa postura.

“O governador Cláudio Castro, para quem o conhece pessoalmente, sabe que não é do seu feitio, não é da sua personalidade, da sua disciplina e do seu aprendizado político tal ação. O governador Cláudio Castro é, talvez, uma das pessoas mais cordatas e preparadas para o trato político que eu conheço”, disse Pacheco.

Em resposta as acusações Castro disse que “recebeu com surpresa a afirmativa do presidente da Alerj, André Ceciliano, dando conta de que fez ameaças por telefone a deputados estaduais que se posicionarem favoráveis ao PDL 57/2021, que será submetido ao plenário amanhã”.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui