Foto: Reprodução Internet

O presidente do Hotéis Rio, Alfredo Lopes, classificou o cancelamento do Réveillon como “absurdo total“. Neste sábado (25/07), a Prefeitura cancelou o evento alegando ser uma questão de saúde pública devido à pandemia da Covid-19. A Riotur estuda evento sem público.

Lopes, que também é do Conselho Deliberativo da ABIH-RJ, destacou que a decisão foi “unilateral” e que a festa tem grande impacto na economia da cidade e no segmento turístico.

Ainda segundo Alfredo, a iniciativa privada do setor hoteleiro investe mais de R$ 20 bilhões para o período e que sustenta cerca de 100 mil empregos.

Vínhamos conversando com o presidente da Riotur sobre uma proposta de realizar a queima de fogos em vários pontos da cidade e não ter show em Copacabana, justamente para não termos aglomeração. O cancelamento é um absurdo total, em decisão tomada unilateralmente, sem conversar com a iniciativa privada do setor hoteleiro, que tem mais de R$ 20 bilhões de investimentos e sustenta cerca de 100 mil empregos na cidade”, revelou Alfredo.

De acordo com o presidente do Hotéis Rio, a ideia era descentralizar a queima de fogos e distribuir as pessoas em vários pontos da cidade.

O Carnaval até concordamos com o adiamento, mas cancelar o Réveillon sem ter um plano B é um absurdo total, porque é um caso muito diferente de São Paulo, que não tem os pontos turísticos que temos no Rio. A proposta era criar pontos descentralizados de fogos, no Pão de Açúcar, no Corcovado, em Copacabana, no Aterro do Flamengo… Só de praias temos vinte, o que evitaria a aglomeração em Copacabana”, completou.

Um dos setores da economia do Rio de Janeiro que mais vem sofrendo com a pandemia do coronavírus é o hoteleiro. Embora não tenham sido impedidos de funcionar, nos últimos quatro meses, pelo menos 90 estabelecimentos fecharam as portas e o prejuízo é estimado em R$ 720 milhões.

A taxa de ocupação média que este mês ficou em torno de 15%, chegou a baixar a 5%.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

4 COMENTÁRIOS

  1. Absurdo e empresários pensando em festa de final de ano em meio a bandemia. Estas festa junta muita mais de 3 milhões de pessoas. Sou a favor do cancelamento sim. Que cada um comemore em familia. Família e o verdadeiro alicerce. Parabéns por quem teve está atitude brilhante de cancelar. Um ano a menos não vai fazer diferença pra quem vai ter vários para comemora.??????????????.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui