TNT, elástico, linhas e outros tecidos são os materiais necessários para a confecção de máscaras reutilizáveis, importantes para a prevenção da disseminação da Covid-19. Para evitar a disparada no preço destes materiais em virtude da pandemia, o Procon Estadual do Rio de Janeiro, autarquia vinculada à Secretaria de Estado Desenvolvimento Econômico, esteve hoje em estabelecimentos de São Gonçalo e Baixada Fluminense. Um deles foi autuado e dois tem um prazo de 48 horas para enviar documentação sobre preços para a autarquia.

A loja da Caçula em Nova Iguaçu, foi um dos locais vistoriados após denúncia de aumento abusivo de preços. No local verificou-se, através do histórico de alteração de preços de venda e custos fornecidos, um aumento injustificado do TNT preto e branco em 16/04/2020. Com isso a loja recebeu o auto de infração por aumento abusivo constatado pelos fiscais. Outros produtos como tricoline e elástico R10 também foram fiscalizados, mas não foi constatada a abusividade. Toda a documentação referente aos produtos listados foi anexada aos autos e encaminhada para análise jurídica.

Já o Shopping Vida (São Joao de Meriti) e o Daniel Armarinho (São Gonçalo), não tinham as Notas Fiscais de compra e venda dos produtos no local. Os fiscais constataram os preços praticados para diversos produtos, em especial o TNT, e deram o prazo de 48 horas para o envio dos documentos.

Locais Fiscalizados:

  1. Shopping Vida –Rodovia Presidente Dutra, 9000 – São João De Meriti
  2. Caçula – Rodovia Presidente Dutra, Bl 1, 13900 – Nova Iguaçu
  3. Daniel Armarinhos –Rua Palmira Ninho, 20 – São Gonçalo

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui