O Procon Estadual do Rio de Janeiro realizou ação nesta segunda-feira (31/05) para apurar se a LAMSA, empresa que administra a Linha Amarela, aceita o pagamento através de cartão de débito e crédito, conforme determina a lei 8014/18. A operação foi efetuada a pedido da Alerj, através do deputado estadual Carlos Minc.

Segundo a legislação, as empresas concessionárias de serviço público devem aceitar cartão de débito e crédito como meio de pagamento. Os fiscais identificaram que a empresa descumpre a legislação, pois em nenhuma de suas praças de pedágio essas modalidades de pagamento são aceitas. A empresa foi autuada e tem 15 dias para apresentar defesa.

A rodovia é uma das principais vias expressas do Rio de Janeiro, atendendo a inúmeros consumidores diariamente. Aceitar o cartão de crédito e débito como forma de pagamento é o que determina a lei estadual, além de ser uma comodidade para o cidadão”, observou o presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho.

Em nota, a Lamsa informou que, “por se tratar de uma lei estadual, não se aplica às praças de pedágio das concessões municipais, como é o caso da Linha Amarela. No entanto, a concessionária ressalta que, por compromisso com a qualidade do serviço prestado aos clientes, estuda a implementação de novas formas de pagamento para o pedágio e vem realizando testes nas cabines da via expressa“.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Quintino Gomes Freire

Diretor-Executivo do Diário do RIo e defensor do Carioca Way of Life

13 COMENTÁRIOS

  1. Aconteceu comigo, fui comprar um produto na Barra, e esqueci de retirar dinheiro no caixa eletrônico.
    Fiquei parado um tempão, eles me fizeram voltar…
    Um absurdo pois foi esquecimento, e não aceitaram meu cartão.
    Se tem lei esses merdas tem que cumpri-la.

  2. Boa noite amigos, não se trata de ser comercial ou não ,em respeito aos motorista que usam a via ,que muitas vezes não está com dinheiro e passa constrangimento pela lamsa,que não o deixa passar, tem que dar uma opção sim.

  3. Aliás, querem autuar? Vão verificar a Via Lagos, não aceitam nada e se não tiver o dinheiro, não lhe dão nenhuma opção de pagamento posterior, é voltar de onde esta. Fui obrigado a retornar de Saquarema indo a Búzios buscar minha família porque não aceitavam cartão. Isso tem uns 4 meses. Tive que rodar ate Sampaio Correia e passar por uma via toda esburacada pra não ter que voltar toda a estrada até Niteroi pra pegar a RJ106. TMNC CCR VIA LAGOS!!!!!!!!!!!!!!

  4. Procon, da uma passada na Via Rio, foamosa “transolimpica”, não aceitam cartão de nada, só dinheiro. Fora o assalto pagar R$7,60 num trecho daqueles

  5. Autuação de CORRUPTOS que visa proteger o pedágio em AVENIDA. O que esse PROCON CORRUPTO deveria ver é a ilegalidade do pedágio em AVENIDA. na verdade essa autuação é uma pegadinha para respaldar crime de estelionato, lavagem de dinheiro e distribuição de propinas desse pedágio cuja quadrilha o PROCON faz parte e como estamos vendo, atuante na defesa do crime organizado. INSTITUIÇÃO DE BANDIDOS ESSE PROCON. Ao fazer esse tipo de autuação esta tentando passar o recado de que cobrar pedagio em avenida é dentro da lei. Prevaricadores bandidos oportunistas, safados, hipócritas…

  6. No Rio tem situações ridículas, quem sai de Curicica e segue pela Transolímpica até Sulacap, paga R$ 7,80 de pedágio.
    Será que no Mundo tem pedágio tão caro dentro da mesma Cidade e Zona quanto aqui no Rio ?
    Ah, são Aprox. 9 km 10 minutos de carro.
    Gasta combustível e paga pedágio.
    Por dentro 20 minutos 10 km.

  7. Queria ter feito uma denúncia contra eles mas achei que não tinha respaldo na lei, pois eles além de não ter meios de pagamento via cartão de crédito débito ou qualquer outro meio, se você não tiver o dinheiro em espécie eles fazem você voltar mas não deixa você passar, mesmo você querendo pagar com cartão de crédito ou débito ou outro meio que você tiver eles não deixa você passar. Já aconteceu comigo por duas vezes e já vi acontecendo com pessoas em minha frente várias vezes tendo que voltar porque eles impedem a tua passagem São canalhas.(só aceitam dinheiro), mesmo você tendo outro meio de pagamento eles não aceita e manda você voltar.

  8. Não concordo como pgto feito por cartão, isso tornará moroso , já basta os engarrafamentos que temos que aguentar. Quem não quer pagar em dinheiro que faça o pacote que eles oferecem .

    • Moroso? Não tem nada de moroso em pagar com cartão, leva o mesmo tempo que pagar com nota alta e ainda esperar o troco e o motorista ter que contar o dinheiro. Ou você passa com o dinheiro contado sempre?

  9. Um absurdo é ter pedágio dentro do próprio município, Linha amarela/Transolimpica. O município recebe parte do IPVA para fazer conservação das ruas. A Ponte é entre os dois municípios e você só paga a ida.

  10. Fim da picada! O Poder Público Municipal tentou encampar a rodovia, está litigando com ela, baixou-lhe o pedágio à forceps e agora vem com “fiscalização do PROCON”? Pagamento com crédito e débito: a lei federal obriga curso forçado apenas de dinheiro! Não existe isso de obrigar comerciante de aceitar qualquer que seja a coisa… e a próxima lei pra obrigar, qual será? Aceitar peixe seco? Sal em pedras? Balas Juquinha tutti-frutti?

    • Empresa de pedágio não é comerciante. Ela executa um serviço prestado sob concessão e, portanto, sujeito às regras da administração pública.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui