Foto: Divulgação

Com o objetivo de atender o público da rede particular de ensino, que teve muitos consumidores e fornecedores afetados no último ano, o Procon-RJ fará um mutirão virtual de conciliação entre alunos e instituições de ensino privadas. Segundo a autarquia, em 2020, a demanda em relação a este segmento registrou um aumento de 79% em comparação com o ano anterior. O evento acontecerá nos dias 22, 23, 24, 25 e 26 de março, pelo link.

Sucesso em 2019, os mutirões do Procon-RJ são uma maneira de possibilitar aos consumidores de determinado segmento resolverem suas pendências de forma rápida e segura. A pandemia interrompeu a realização desses eventos no ano passado. Para que o evento possa voltar a acontecer, o mutirão virtual foi a saída encontrada. Assim, os consumidores e fornecedores poderão realizar as negociações em segurança, sem que haja aglomeração.

O presidente do Procon-RJ, Cássio Coelho, observa que tanto as famílias quanto as instituições de ensino foram afetadas com a pandemia:

O mercado de consumo foi severamente atingido, gerando muitas reclamações no Procon e ações na Justiça. Não foram poucos os pais e estudantes com pendências financeiras junto às instituições de ensino que acabaram por sair da escola ou faculdade, havendo um aumento no percentual da evasão escolar, inadimplência e desistência em relação a 2019“.

Todas as instituições convidadas que aceitarem participar do evento assinarão um termo se comprometendo a fazer uma negociação diferenciada do que já tenha sido ofertado diretamente ao consumidor. O objetivo será solucionar os problemas apresentados pelos consumidores em uma semana especialmente voltada para conciliações. Estas ocorrerão sob a supervisão da equipe de atendimento do Procon-RJ.

O Procon-RJ já implantou em 2020 a audiência de conciliação virtual, e o primeiro mutirão virtual irá seguir o mesmo modelo, a fim de evitar aglomeração. As instituições convidadas poderão confirmar participação e tirarem dúvidas sobre o mutirão pelo e-mail mutiraovirtual@procon.rj.gov.br.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui