Com um sabor incomparável, alto valor nutritivo e diversos benefícios para a saúde, o abacaxi é uma fruta versátil e que faz sucesso entre os consumidores. No Estado do Rio de Janeiro, o apoio da Secretaria de Estado de Agricultura tem colaborado para que a produção da fruta aumente.

Nosso trabalho é para que o produtor rural tenha acesso a novas tecnologias, apoio técnico para incrementar sua produção e facilidade na obtenção de crédito. O mercado agro fluminense vem se mostrando bastante promissor, especialmente na fruticultura, e vamos seguir avançando – disse o secretário de Agricultura, Marcelo Queiroz.

Através do programa Frutificar e do apoio técnico da Emater-Rio, os produtores de abacaxi do Estado aumentaram a produtividade da fruta de 30 toneladas por hectare para 45 toneladas por hectare. O programa oferece uma linha de crédito a juros baixos, através do Agrofundo, com recursos para investimentos na produção.

Além disso, a aproximação com os produtores ajudou na diminuição do uso de agrotóxicos, contribuindo na qualidade da fruta e no manejo correto do sistema de irrigação, resultando na produtividade, com colheitas durante todo o ano, o que proporciona maior competitividade no mercado.

O ciclo normal de colheita do abacaxi é de 18 meses, mas com as mudanças na linha de produção, os agricultores passaram a ter esse ciclo em 12 meses. Com isso, reduzimos gastos e conseguimos obter melhores preços com a venda dos frutos fora da safra – explicou o diretor técnico da Emater-Rio, Marcelo Costa.

A cultura do abacaxi é realizada com sucesso nos municípios de São Francisco de Itabapoana, São João da Barra, Campos dos Goytacazes e Quissamã. Ao todo já foram produzidas mais de 116 mil toneladas de abacaxis com esse apoio, que resultaram em mais de R$ 141 milhões em lucro para os produtores.

Fruta é ótima para a saúde

Além de ajudar na economia do Estado, o abacaxi é uma fruta rica em vitaminas A, C, complexo B e fibras. Ele tem excelente ação antioxidante e estimulante do sistema imunológico e é grande aliado para o funcionamento intestinal, controle dos níveis de colesterol e cicatrização de tecidos.

Podemos destacar também a substância obtida do resíduo da industrialização do abacaxi: a bromelina. É uma enzima muito usada na composição de medicamentos por possuir propriedades medicinais que auxiliam na digestão. É diurética, além de possuir ação anti-inflamatória – explica a nutricionista da Secretaria de Agricultura, Tatiana Novo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui