Foto: Fabiano Rocha/Agência O Globo

No último sábado (30/01), o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-RJ), após votação de maneira virtual, decidiu por deflagrar a ”Greve pela Vida”, em protesto à retomada das atividades presenciais nas escolas do município do Rio. Com isso, ficou definido que o profissional que for convocado a partir desta segunda-feira (01/02) para atuar presencialmente não deve comparecer à sua respectiva unidade de ensino.

Na assembleia, também ficou definido que a categoria reivindicará junto à Prefeitura do Rio que os profissionais de educação integrem o grupo prioritário e sejam vacinados contra a Covid-19 logo após os profissionais da saúde e idosos. Vale ressaltar que a greve vale apenas para o ensino presencial, isto é, as aulas on-line continuarão sendo realizadas normalmente.

O Sepe-RJ também irá pleitear para que o Poder Executivo Municipal forneça cartões-alimentação para os alunos matriculados e equipamentos que possam melhorar as aulas remotas, como tablets, uma plataforma virtual pública e pacotes gratuitos de dados para que os profissionais e alunos possam desenvolver, emergencialmente, as atividades virtuais na pandemia.

31 COMENTÁRIOS

  1. Sindicato é um antro de vagabundos!!!! Está aí o 9 dedos que não deixa dúvidas!!! (lula para os íntimos).
    Criança não “pega” vírus; professor de idade fique em casa, e professor jovem, vai trabalhar vagabundo!!!!

  2. Por isso, é que sou a favor de ter professor contratado, ou seja, Temporário. Fez uma baixaria dessa(greve) manda embora. Cargo de Professor não tem que ser típico de Estado.É uma safadeza com o dinheiro público. Enquanto isso, milhões de brasileiros saem de madrugada pra trabalhar e enfrentam os transportes lotados e não possuem nenhuma estabilidade no emprego. Vocês Professores do Estado e dos Municípios são uma vergonha. Tenho saudades dos Professores da minha época: décadas de 70,80 e 90. Esses são os que merecem os nossos respeitos.

  3. A escola particular volta amanhã, se não voltar, serão dispensados, e tiveram que ter seus salários reduzidos, a prefeitura ou estado reduziu salario de alguém, perderam planos de saúde, deixaram de receber algum beneficio, sei que quem tem auto risco tem que ficar em casa, mais a maioria não é de risco, e Ta lotando as praias,,,bota o exercito na rua, fecha praia, acaba com farra, e pronto,,,

    • Você está exagerando…
      Primeiro que professor não tem reajuste anual como aqueles da rede particular. Vai ver com professor do estado quanto recebe. 1,4 mil… 2 mil…
      Enquanto isso, um semianalfabeto guarda municipal ou policial militar recebe mais que o triplo e o quádruplo.
      Outra mentira calhorda que você fala é com relação ao plano de saúde. Não tem na rede estadual. E da rede municipal a rede hospitalar oferecida é básica, nada demais, com desconto na folha. Não é custeado pelo Município.
      Deixa de ser calhorda.

  4. Depois de ler os comentários eu fico com VERGONHA de ser brasileiro. O Brasil não merece os professores heróis que têm! Ganham pouco, ouvem desaforo de pais IRRESPONSÁVEIS e de toda uma sociedade que não valoriza o nosso trabalho.
    Esse Brasil merece mesmo ser a ESCÓRIA do mundo…

  5. Sinceramente,acho que já virou vagabundagem destes professores,estão usando a desculpa do vírus ,pra ficarem mais um ano sem dar aula?eles já tem duas ferias no ano,querem ficar mais quantos anos!reduz o salário deles ,que rapidinho eles mudam de idéia.Mas com certeza festinhas,praia , diversão estão curtindo, né????bando de hipócritas ,agora o vírus é desculpa pra vagabundos não trabalharem,mas o salário querem em suas contas todos mês ,né sindicato de desocupados.

    • Não atribua aos professores porque o sindicado é dos profissionais da educação- que inclui merendeiras, inspetores, auxiliares administrativos das secretarias.

  6. Engraçado mais essa não é a categoria de funcionários públicos que mais fizeram campanha para o Novo Prefeito Eleito? Não deveriam estar de acordo com a agenda da Prefeitura, pensar no bem maior , que é uma educação de qualidade para os alunos menos favorecidos??

    • Acho que a esmagadora maioria correu do Crivella no segundo turno.
      Agora que teve muitos que desde o primeiro votou no Paes, isso sem dúvida. Mas aqueles de áreas como história, sociologia, filosofia, certamente que não. O voto desses no primeiro turno foi na esquerda: Renata ou Benedita. Já os professores de religião… esses sempre foram com Crivella.

  7. Exonera todos eles,contratar professores que precisam trabalhar e querem, muitos de escolas particulares perderam o emprego.
    Manda embora e procurar os direitos na justiça,para terem ciência que o Brasil não é mais do PT e sua corja de ladrões…a mamata acabou quer receber tem que trabalhar..ou alguém aí está se combustível no carro,sem acesso a internet,sem energia, água, comida…Ou estão achando serem melhor q ou outros…Falta de consciência ou Militância mesmo.

    • Não fala idiotices…
      “a mamata acabou quer receber tem que trabalhar”
      – está escrito que a greve atinge somente o ensino presencial. Toda greve importa a carga horária não pode ser prejudicada. Pois é definido o total de horas curricular de cada ensino. Portanto, são feitas reposições.

      “ ou alguém aí está se combustível no carro,sem acesso a internet,sem energia, água, comida…”
      – Que comentário mais cretino (hein!?)

      Acha que todo professor tem carro? Não tem.
      O pacote de dados de internet é pago com a remuneração do seu trabalho. Algo particular, da vida privada. Qualquer empresa que tenha funcionário em home office tem que fornecer os meios porque o funcionário entra com a força de trabalho. Está na lei.

  8. A maioria está usando esse artifício da pandemia para se esquivar das obrigações, usando de outras citações que nada tem haver com vacina. Claro que todos querem puxar a sardinha para próprio prato. Se for falar o que não temos no Estado, daria um livro mais extenso que todas as escrituras (bíblias, alcorão…)
    Quantos desses professores cumpriram as normas da OMS, muitos estão aproveitando suas vidas, podemos dizer que férias desde março/2021, que maravilha!
    Culpa do Estado que não controla seus gados, se tivesse disponibilizado equipamentos e mapeados os ip’s de acesso para aulas online com câmeras abertas para acompanhamento pelos seus respectivos diretores e coordenadores, não seria essa farra do boi que esta, não precisamos da NASA para localizar de onde esses professores estão ministrando suas aulas, com certeza se rastreasse encontraria-os em lugares totalmente atípicos de um local educacional.
    Agora eles não querem voltar a tal “vidinha” que tanto reclamam, claro estão vivendo como aposentados, recebem seus salários e vão vadiar, se achando os donos da verdade!
    O país aqui é Brasil, não é o seu Alice!

    • Que ridículo, falar você que vivem como aposentados. Sequer muitos tinham familiaridade com as ferramentas eletrônicas e tiveram que se virar.
      Falar que vivem como aposentados… que isso!!!

  9. Eu até entendo ,vcs professores,mas como o outro comentário sobre o mercado,eles não fecharam, não ficaram em casa tempo algum,sabe porque ? E serviço excencial se é excencial ,eles também teriam que ter a prioridade pra vacinar,porque ninguém vem com placa no mercado.ezcrito , estou,ou tive ou estou gripada no mercado,vcs professores estão em casa então ,nem se comparam,querem vacina ,calma vai. Dá tudo certo,vamos aguardar

  10. O professor do Rio de Janeiro é o único concurso público que existe que você não sabe quanto você vai ganhar, o professor faz concurso para ganhar 1 e entra em greve para ganhar 10, tem direito a 6 meses de greve por ano garantido pela justiça, Por isso filho de professor de escola pública estuda em escola particular. Já pensou greve de caixa de supermercado por risco de corona vírus. Rio de Janeiro é uma piada.

  11. Tenha bom senso, apague essa postagem que você faz melhor
    Quando a gente não sabe nada a respeito de um assunto a melhor coisa a se fazer é se calar
    Fica a sugestão

  12. Para quem acha que professor tem vida mansa e que a classe não merece prioridade na fila da vacinação, convido a todos estes seres desprovidos de bom senso a trabalharem um mês em uma escola pública dentro de uma comunidade da Baixada ou Subúrbio, sem estrutura alguma, salas lotadas, vizinhança perigosa, com jovens algumas vezes agressivos e desrespeitosos, e onde seguir o “protocolo da OMS” e simplesmente impossível
    Ah… O salário e baixo ok?

  13. Penso que nosso sistema de ensino algo lastimável, o que mais esta matando nesse Pais e a desinformação, pura ignorância. Meus amigos o status quo esta ruim se reinvente, fazer o que milhões de Brasileiros fazem todos os dias, ficou ruim esta profissão, procura outra, ganhe mais e seja feliz. Agora parar tudo, muito complicado !!!

  14. Os professores universitários são os que mais riscos correm pois não existe turma c/menos de 90 alunos e a circulação em geral nas universidades geram aglomerações sempre.

    • Discordo porque os considerando a dimensão dos campus universitários em termos de área, corredores etc é muito maior que uma escola municipal ou estadual dos 1° e 2° anos. Além disso, uma turma de pessoas já adultas (ou quase) tem maior consciência (ou deveria) das consequências e certamente não precisam de babá como crianças…

  15. Os professores universitários são os que mais riscos correm pois não existe turma c/menos de 90 alunos e a circulação em geral nas universidades geram aglomerações sempre.NÃO AS AULAS PRESENCIAIS NAS UNIVERSUDADES PARTICULARES!!! Principalmente porque vivem c/pais idosos e alguns prof.tem comorbidades e são precionado a arriscar a vida!!

  16. Infelizmente são muito mal representados. Já é errado não haver um sindicato só dos professores outro dos inspetores e outro das merendeiras e ainda outro dos administrativos… Tem meia dúzia que se apossa do sindicato e praticam atos pouco inteligentes. Fica toda classe mal vista pela sociedade. Enquanto isso vemos padarias, mercados, rodoviários dando o suor…
    Já foi comprovado que as crianças e adolescentes tem taxa de transmissão do vírus menor do que adultos.
    Custa o sindicato adotar postura mediana(??) no sentido de Profissionais com mais idade ou comorbidades se manterem afastados(??) Menos alunos por turma(??) Mas não… O sindicato quer toda a classe, seja professor, inspetor e merendeiras, afastada do trabalho até a vacina…
    O Brasil é o único país do mundo que toda a educação foi paralisada e os profissionais não aceitam voltar, somente depois da vacina…

  17. Desconheço categoria que faça mais greves do que a dos professores do RJ. Uma vergonha. Todos os demais indo trabalhar e tocando as suas vidas normalmente, mas eles apelam a quase dívida moral para com a educação para se beneficiarem enquanto educadores.

    Gostaria de saber se esses mesmos professores amedrontados estão ou não frequentando bares, praias e shoppings.

    • Vida mansa!?…Vc nunca esteve em uma sala de aula para saber das péssimas condições sob um salario de R$ 1.174,45 que há 8 anos não tem aumento…
      Eu pedi exoneração pois não aguentei tanto descaso com os professores…e pior: ser ofendido por alunos que não estudam e querem passar na marra…faça o concurso, veja o edital e sinta o “mau hálito pedagógico” e a furada que é ser professor…
      Ninguém aguenta Marcia..ser ofendido, não ter respaldo da direção, e escola em comunidade, vc é um réfem do crime…ali a maioria, não quer nada com nada, só o passe do bolsa-familia..e vc se não andar na linha deles, o papo reto, a visão, o cerol falam mais alto…
      tá ligada?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui