Programa BRT Seguro registra 110 prisões em seis meses de operação

As prisões foram realizadas após ocorrências de roubo, furto, importunação sexual, receptação e dano ao patrimônio público

Programa BRT Seguro tem o objetivo de reduzir a criminalidade, a evasão de passagens, a desordem e o vandalismo (Foto: Divulgação)

O Programa BRT Seguro, criado para reforçar a segurança nas estações, registrou 110 prisões nos primeiros seis meses de atuação da iniciativa, que tem o objetivo de reduzir a criminalidade, a evasão de passagens, a desordem e o vandalismo. As prisões foram realizadas após ocorrências de roubo, furto, importunação sexual, receptação e dano ao patrimônio público durante patrulhamento de rotina ou depois de acionamento pela equipe de monitoramento do Centro de Controle Operacional (CCO), no Terminal Alvorada.

O BRT Seguro é um programa fundamental para a segurança das pessoas que fazem uso das estações. Reduzimos a quantidade de furtos de materiais por meio do patrulhamento preventivo e de prisões de criminosos. Também diminuímos a quantidade de evasões e de danos aos coletivos e estações. É um trabalho que conta com a integração de segurança pública, com policiais militares e guardas municipais“, comentou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

Coordenado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), o programa conta com patrulhamento fixo em 53 estações nos três corredores (Transcarioca, Transoeste e Transolímpica) e tem disponível um efetivo de cerca de 100 agentes por dia, entre policiais e guardas. Além disso, atua com quatro rondas móveis durante as 24h do dia para pronto emprego no atendimento das ocorrências enviadas pelo CCO e também em apoio aos agentes que atuam no patrulhamento fixo.

As equipes também realizam ações que vão além da segurança pública: 48 auxílios diversos foram feitos a passageiros, como atendimento de pessoas que passaram mal dentro dos ônibus e nas estações, com acionamento de socorro especializado. Lançado no dia 2 de junho pela Prefeitura do Rio, o programa BRT Seguro tem a missão de reforçar o patrulhamento nas estações para oferecer mais segurança aos usuários e evitar atos de criminalidade, de vandalismo e os calotes.

Os policiais militares atuam nas folgas por meio de inscrição no Programa Estadual de Integração na Segurança (PROEIS); os guardas municipais atuam por meio de compra de folga em cota extra. Todos os profissionais integrantes do programa passaram por um curso de qualificação para atuar no BRT Seguro, em que compreendem as características do patrulhamento nas estações. Ao todo, 1.700 policiais militares e 970 guardas municipais já participaram do treinamento.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui