Ponto final da linha 650, na Rua Magalhães Castro, no Grande Méier

O vereador Marcio Ribeiro (Avante) deu entrada em um projeto de lei que proíbe pontos terminais de ônibus e suas cabines em frente às construções residenciais. Ribeiro já esteve com o subprefeito da Grande Tijuca, Wagner Coe.

Para o vereador, esse é um grande problema de ordenamento urbano:

“As ruas residenciais da nossa cidade não são terminais rodoviários. O ponto final de linhas de ônibus atrapalha a mobilidade das pessoas, ocasiona mais impactos no trânsito da cidade, desordem urbana e aglomeração de pessoas, sem contar o barulho, muitas vezes ensurdecedor, causado pelos próprios veículos. Em Copacabana, por exemplo, as linhas 455, 457 e 474 têm seus pontos finais localizados em ruas que ficam em frente aos apartamentos de moradores da região. Na zona norte, no bairro do Grajaú, os pontos finais das linhas 422 e 435, na Tijuca as linhas 413 e 629 e no Méier as linhas 232 e 679 têm moradias ao redor”, disse Marcio.

Ainda de acordo com o vereador, o ponto final de um ônibus pode perturbar o silêncio em áreas residenciais, já que causa aglomeração de passageiros, sem contar o som causado pelo próprio veículo.

4 COMENTÁRIOS

  1. Provavelmente não tinha nada pra sugerir e propôs essa BOBAGEM… faça-me o favor… e o pior q tem gente q bota esses cidadãos lá…

  2. O ilustre vereador deveria dar a solução como ter linhas de ônibus ser ter início e fim. Permita-me dar uma solução: o 455 Méier/Copacabana poderia fazer um ponto final no Alto Xingu e o outro no Arroio Chuí passando pelo Méier e Copacabana. O pior é que pagamos impostos pro salário desta turma QUE NÃO ANDAM DE ÔNIBUS. Haja Cristo.

  3. Zona Sul NÃO TEM terminal rodoviário . Esta anta deve morar lá . e como é vereador, tem verba de sobra pra andar ou em Uber ou em carro oficial , hunf !

  4. Imagino que ter ponto final na sua porta deve ser incômodo, mas se proibir vai fazer o que? Não tem quase terminal rodoviário no Rio igual tem em SP. Se a linha for muito grande e ela for obrigada a ser circular, vai prejudicar o motorista que não terá a pausa dele. Apresentar o projeto sem solução é complicado. O vereador poderia é lutar pelas linhas que sumiram no Rio. Só no meu bairro conto umas 6.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui