Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

Nesta terça-feira, 20/04, foi aprovado, na Câmara de Vereadores, em segunda discussão, o projeto de lei de autoria do poder Executivo que garante recursos para a prefeitura realizar o plano de intervenção e manutenção do sistema BRT, estimado em R$130 milhões. Agora, o projeto fica dependendo da sanção do prefeito.

Uma emenda proposta pelo vereador Felipe Michel, vice-presidente da Comissão de Transportes, que prevê a implantação do programa BRT Seguro nos mesmos moldes do Segurança Presente, também foi aprovada. Ele é autor das leis que preveem punição a quem depreda e dá calote no BRT e acompanha de perto há meses a situação nas estações e nos ônibus.

“Não adianta fazer reforma e melhorar o sistema sem colocar agentes de segurança para garantir a ordem e evitar depredação e evasão. A presença deles inclusive vai melhorar a rentabilidade do sistema, já que o prejuízo com calotes passa dos quarenta mil reais por dia”, explicou Felipe Michel.

Outras três emendas propostas pela Comissão de Transporte também foram aprovadas. Uma inclui a participação dos vereadores da Comissão no Comitê Técnico que vai realizar uma auditoria do que foi gasto até hoje no sistema e acompanhar o fluxo de caixa. 

A outra institui a criação do Portal da Transparência, num sítio eletrônico próprio, trazendo em tempo real todas as ações da prefeitura durante o período de intervenção. Já a quarta permite a utilização de recurso privado no sistema, colocando, por exemplo, nomes de empresas nas estações. 

2 COMENTÁRIOS

  1. Pagando a conta do próprio executivo na dua última gestão.
    Sem falar que esse projeto de segurança vão desviar milhões para os grandes empresas de coronéis PMs que se encontram na SEOP .
    O prefeito adora esses projetos de segurança e intervenção . Quanto será investido em segurança ? A Guarda municipal não pode ser usada ? Não , porque não tem arma e ninguém respeita. por que não treina Los ? Porque que é conveniente deixar as empresas e enriquecer as empresas de oficiais PMs .
    Vai comprar a folga dos PMs ? Sim !
    Vai comprar a folga dos Guardas ? Não !
    Vai investir do BRT com dinheiro público e qual será o retorno depois que entregar para as empresas privadas ? O 130 milhões vão voltar para os cofres públicos ? Dinheiro esses que poderiam ser investido em hospitais creches escolas se o Eduardo Paes já tivesse feito convênio para a segura da sociedade da sua própria guarda na sua primeira gestão , mas preferiu gastar muito com interesses pessoais o dinheiro das olimpíadas e copa do mundo que o governo federal deu …
    O Povo tem que se foder mesmo em ter votado nesse executivo .

  2. Não teria sido melhor garantir essa segurança e multas contra calotes enquanto a empresa era privada? Deixaram-na perder grande parte da credibilidade dos controles e receitas para agora estatizar… e com certeza custar mais caro ao contribuinte carioca!? No Brasil e sobretudo no Rio de Janeiro, não se pode dar 1 milímetro de espaço para a avacalhação – senão a coisa descamba rapidamente.

    Porque a mesma pessoa que avacalha o trem não avacalha o metrô e nem o VLT?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui