Projeto do bairro Santos Dumont

Uma ideia dos arquitetos e urbanistas Carlos Murdoch e Felipe Salles visa a criação do bairro Santos Dumont, que seria onde hoje é o Aeroporto que tem o mesmo nome. O projeto é construir uma área desenvolvida na região, que fica entre o Centro e a Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Entre os principais motivos para levar a ideia adiante estão o tempo de hegemonia do Galeão (que desde 1947 domina o trafego intercontinental para o Rio de Janeiro), os obstáculos que o Santos Dumont tem em suas duas cabeceiras – Vão Central da Ponte Rio-Niterói e o Pão de Açúcar -, a poluição ambiental, aérea e sonora que afeta moradores do centro, Glória, Botafogo, Urca, Santa Teresa e Centro de Niterói, além do risco de acidentes em uma área extremamente povoada.

O bairro Santos Dumont teria o tamanho do Leblon. Seriam 5 milhões de metros quadrados, desses, 3 milhões para construções residenciais e 2 milhões destinados às áreas de serviços e comércio. O valor da operação imobiliária seria de R$ 100 bilhões. De acordo com o criador da ideia, o retorno em tributos anuais seria de R$ 3,3 bi.

É um território em uma localização privilegiada do tamanho do Leblon, ao lado do Centro do Rio. Os últimos empreendimentos de grande porte baseados em uma expansão horizontal urbana não obtiveram mais o sucesso esperado. Vários fatores contribuem para isto. Desde a tipologia dos apartamentos, que atualmente devem ser menores em área e, portanto, mais acessíveis, até a questão da mobilidade urbana e do tempo perdido no deslocamento. Estamos caminhando para a era das cidades compactas, do retorno à vizinhança, do coabitar, do compartilhar e do colaborar. Cidades compactas e inteligentes serão o tom do futuro. Compactas para economia de recursos em termos de serviços, deslocamentos e infraestrutura. Inteligentes, pois através de tecnologia irão se comportar como um ser vivo, reagindo em tempo real aos estímulos identificados. Desta forma, podemos compreender que o crescimento deve ser para o Centro, e não para a periferia”, dizem os idealizadores.

Durante a construção, de acordo com os idealizadores, seriam gerados 20 mi empregos diretos. O projeto também prevê a implementação do metrô da linha 2A, que ligaria Estácio à Ilha do Governador.

“Além disso, seriam mais de 60 mil empregos indiretos, o que pode influenciar aproximadamente a renda de 300 mil habitantes. O valor da operação imobiliária varia de 75 a 100 bilhões de reais. Uma vez instalado, o bairro tem o potencial de gerar aproximadamente 30% do déficit orçamentário do Estado do Rio no momento”, destacam Carlos e Felipe.

Aeroporto Santos Dumont

Para a dupla de arquitetos, a execução desta linha deve ser prioritária, uma vez que o aeroporto SDU somente deve ser “desligado” após a conclusão da mesma. Por uma feliz sincronicidade, a área do aeroporto está na melhor rota para uma expansão do Metrô para Niterói e, posteriormente, São Gonçalo. Simbolicamente falando, o aeroporto está no centro geométrico da metrópole do Rio de Janeiro.

“Algumas cidades fizeram isso. Os aeroportos sempre procuraram áreas fora das cidades, mas as cidades cresceram. Temos como exemplos no Brasil, o da Pampulha e o de Congonhas. Em outros países, por exemplo, o Aeroporto de Berlim, na Alemanha, que foi importante na época nazista, hoje é um grande parque. O Santos Dumont é pequeno, mas tem opção de logística, há uma sobrevida. Acho pouco provável que essa pressão venha a acontecer. Contudo, imaginando que o Santos Dumont venha a ser desativado seria interessante ter uma ocupação populacional na região. É o que sempre falamos sobre a vinda de pessoas para o Centro do Rio. Ainda temos muitas regiões para ocupar no Porto Maravilha. Muitas áreas a serem utilizadas na cidade. Mas é importante que sonhemos as cidades. Cidade é o que sonhamos, planejamos e realizamos. É muito importante imaginar a cidade”, disse o arquiteto e urbanista Washington Fajardo.

De acordo com os pensadores do projeto, a geração deste novo bairro é uma oportunidade para reescrevermos a história do futuro. Podemos conceber operações imobiliárias que atrelem o desenvolvimento e a ocupação da Zona Portuária ao direito de construir no SDU. Podemos estabelecer um plano de ocupação que gere oportunidades de habitação e trabalho para os jovens de diversas classes sociais, um polo de universidades e um hub tecnológico. Acima de tudo, de forma audaciosa, devolver a esperança e a autoestima do carioca.

119 COMENTÁRIOS

  1. A verdade é que nenhum arquiteto investidor empresario esta pensado na população, estao. oensando em quanto dinheiro irão faturar com desvios e obras superfaturas…, vai fazer bairro chique la em japeri, duque de caxias… , A para né, vai querer tirar o aeroporto e construir um bairro para Rico andar… cambada ladroes

  2. Como conceito, a ideia poderia ser boa — poderia (!), mas tenho certeza que a arquitetura do lugar será uma merda, portanto, se me perguntam, eu digo NÃO ao projeto. Até que passem as atuais gerações de arquitetos com mentalidade engessada, viciados em feiúra, que vivem de projetar trambolhos de cimento pintados de branco, é melhor manter o aeroporto mesmo.

    O Rio está suficientemente mal com o lixo arquitetônico que possui, adicionar mais um bairro a ele resultaria pior.

  3. As favelas são um imenso problema no Rio e se vc olhar com cuidado concordar á que elas se devem principalmente à falta de transporte urbano decente na cidade. O projeto do Bairro Santos Dumont, como descrito aqui, vida a construção em paralelo de 4 ou 5 novas pra ngas de metrô abrangendo a cidade toda SEM DEMANDAR INVESTIMENTO ESTATAL, SEJA DO MUNICÍPIO, ESTADO OU FEDERAL. A UNICA COISA que estas instâncias agregaram é o valioso ativo imobiliário, nada mais.

  4. Ganância acima de tudo. Vamos cancelar esses arquitetos. De vez em quando aparecem ideias mirabolantes visando destruir o Rio para gerar bilhões para meia dúzia. Lembro do condiminio que queriam construir na Lagoa rodrigo de freitas.

  5. Não concordo com essa obra o que se precisa no Rio é saúde e educação invistam nisso ! As crianças tem q ir para escola e escolas com comida e esportes .Acabar com o aeroporto Santos Dumont n vai trazer benefícios para a cidade isso é cretinice o que tem que se fazer é acabar com a violencia da cidade

    • Oi Vera! A proposta é trocar o terreno do Santos Dumont por metrô. Quem construir ali vai ter que construir metrô pela cidade. Acho que concordamos que um dos problemas do Rio de Janeiro é transporte. Melhor transporte não vai resolver todos os problemas que você citou, mas certamente ajudaria.

  6. Sou a favor, desde que mude acessibilidade ao galeão, a contrução de 2 linhas de metrô, do centro da cidade para o galeão e a segunda linha partindo da Avenida Brasil, para beneficiar os moradores da Zona Oeste… A segunda questão seria a segurança pública, muito precária para quem chega de carro, outro grande problema, seria a despoluição da Baía de Guanabara, o fedor é intragável, da para sentir quando está dentro da aeronave próximo aterrissagem, e a questão da imensa miséria no entorno do galeão, são desafios que não dão mais para esconder embaixo do tapete.

  7. Antes de pensar em fechar o aeropprto Santos Dumont, a prefeitura tem que resolver a questão de mobilidade do aeroporto do Galeão, certamente é um dos poucos aeroportos internacionais no mundo em cidades com o porte do Rio de Janeiro que não é atendido por sistema de transporte urbano sobre trilhos.

    • A extensão da linha 2,do Estácio até a Ilha do Governador é justamente a condição previa que imaginamos para poder propor o fechamento do Santos Dumont. Não somente o Galeão entraria para a rede do metro Rio mas também, a Praça XV, a Praça Mauá, o Aquário, a Rodoviária Novo Rio, o Cemitério do Cajú, a UFRJ no Fundão, a Base Aérea do Galeão e o bairro da Ilha do Governador. Em troca dos terrenos do Santos Dumont as empresas interessadas teriam que construir de 4 a 5 novas linhas de metro adicional multiplicando a cobertura do modal ferroviário por toda a cidade. Seria uma tremenda transformação, e sem Nenhum aporte estatal para essa expansão!

  8. Ideia sem sentido. O Santos Dumont não é perigoso, quantos acidentes ocorreram até agora? Além disso, de onde vão tirar dinheiro pra construir metrô até o Galeão? Fazem projeto pra atender a especulação imobiliária, mas se esquecem da realidade. O Rio não precisa de um bairro de ricos e sim de outros investimentos. Cidades como Lisboa lutando pra ter um novo (segundo) aeroporto e gente propondo o fim de um dos principais aeroportos do Brasil…

  9. Se fosse falado em transferir o Santos Dumont para outro Bairro, poderia se pensar. Mas levar tudo para o GALEÃO, q/ loucura ia ficar aquele Aeroporto!
    Imagem no Brasil Copas do Mundo, Congressos, Convenções, Eventos desse Porte e o nosso Povo saindo e entrando para sua Viagens normais. Seria um Caos. Jesus!!
    Peçam aos Srs. Políticos p/ procurarem algo q/ seja em prol de todos. Por favor!

    • Perdão, li várias vez e ainda não consegui ver aonde que “políticos”, aonde que o perdulario incompetente e ineficiente “estado” entram nessa história para que eu viesse a me colocar totalmente contrário a esse projeto.
      O projeto é de dois arquitetos (privados) e para ser tocado por conta e risco da iniciativa privada.
      O “deus Estado” nisso? Pelo amor do verdadeiro “Deus” não, já basta as maracutais com as empreiteiras amplamente divulgadas. Já não basta a “presença literal” do “estado” na água que o carioca vem bebendo? Mais estado? A presença, o “convivio” com coliformes fecais já não é suficiente? Já chega!!! Dinheiro público, dinheiro do contribuinte é para segurança, saúde e educação e olhe lá. Chega de farra, de capitalismo de estado (rent seeking) !!!
      Copa do mundo???? Toda hora??? Que argumento é esse? O Tom Jobim, está com um terminal inteiro desativado, que é maior do que o Santos Dumont. Mobilidade? O projeto prevê a viabilidade de tirar do papel a expansão do metrô para a Ilha do Governador (aeroporto) bem como para Niterói e São Gonçalo. Dá para imaginar o benefício que haveria no hoje caótico trânsito carioca. Toda, toda a cidade seria beneficiada.

      Fico imaginando essas mesmas pessoas no início do século passado dizendo:
      “Para que criar a Avenida Presidente Vargas?” “Por que vão fazer a Rio Branco?”
      “Vão desfigurar o centro do Rio”.
      “Avenida Brasil?” Qual a necessidade de se ligar a zona oeste, com a zona norte e o centro do Rio?” “Afinal de contas a cidade do Rio de Janeiro, a cidade maravilhosa, é do túnel para a orla, para que então gastar com a Avenida Brasil?”

      Para mim chega, desisto, acredito que o consumo atual da água fornecida pelo “papai estado” foi a pá de cal para o que restava de “neurônios sadios” dos cariocas. São todos zumbis agora defecando, quero dizer salivand a todo momento por estado, políticos, estado, políticos, estado, políticos, estado, políticos, estado, políticos…

    • Um pais de necessidades na aviacao regional com a dificuldade que existe.de se implementar quaquer aeroporto regional novo a ideia eh para la de absurda! Nao da, aviacao eh o termometro dos negocios! Empresas aeress ja tentaram implementar voos regionais diurnos em Jacarepagua, a resposta foi a nega da prefeitura, entao nem pensar em desativar o Santos Dumont!

    • Acho que talvez não tenhamos explicado suficientemente bem esse projeto, Vera. O Galeão ceará totalmente ocioso atualmente, o obsoleto Santos Dumont realiza uma concorrência predatória que muito provavelmente terminaria com a devolução da concessão do Galeão. A cidade do Rio está progressivamente se mudando para a Zona Oeste, e cada dia mais o Galeão está se tornando mais “central” do que o Santos Dumont. Com as 4-5 novas linhas bancadas por este projeto o Centro voltará a ser atraente, e viável para pessoas de qualquer classe social que queiram se movimentar sem ficar preso em engarrafamentis gigantescos.

  10. Difícil o “Brasil” dar certo.
    Quando ainda há quem pense que o “estado” é quem deva gastar bilhões em um empreendimento desse porte. É claro, é óbvio que o “estado”, perdulário e péssimo gestor por sua natureza, não deve e não pode estar a frente disso. E o “bairrismo/elitismo” dos que não querem ir um pouco mais além, para ir até ao Tom Jobim por exemplo? Se pudessem, o Santos Dumont estaria localizado dentro da Lagoa Rodrigo de Freitas, bem próximo de Copa, Gavea, Leblon e Ipanema. Num país de desempregados, de trabalhadores de baixíssima produtividade/qualificação (por culpa de políticas medonhas do “papai”, do “deus” estado) um empreendimento (por conta e risco da iniciativa privada) com capacidade de gerar milhares de empregos e renda é motivo de “asco”.
    Realmente o Brasil não é uma “China”, o Brasil é uma Venezuela. Somos um povo que aspira viver como um Dinamarquês, agindo e pensando como um Argentino.
    Realmente é “ridículo” essa dupla de arquitetos proporem esta obra para o Rio de Janeiro/Brasil. Melhor seria vender essa ideia para a China ou para os Emirados Árabes, que depois poderiam receber a visita de nossa elite progressista hipócrita e obtusa, partindo é claro, do Tom Jobim e não do Santos Dumont, quem sabe até com uma escala em Paris (enquanto a decadente e outrora gloriosa França, ainda não foi definitivamente “pro saco”.
    Geração de riqueza, oportunidades, renda, aumento de oferta de trabalho e moradias, crescimento sustentável, melhorar e revitalizar a cidade, etc.
    e etc…, “nunca”, “nem pensar”, é
    “ridículo”, só pode mesmo ser ideia de “girico”, de “idiotas”. Melhor é dedicarmos “esforços”, “pensando (rs, rs…)” e debatendo sobre como reduzir a pobreza, a desiqualdade, o desemprego e a baixa renda do trabalhador brasileiro. Confesso não saber ainda o que é pior, se é a hipocrisia ou a estupidez/ignorância (falta de conhecimento) ou ambas de “mãos dadas”. E olha que exemplos não faltam, desde o autoritarismo Chinês (mais de 03 “republicas das bananas e de bananas” removidos da extrema pobreza, 750 milhões em 30 anos) e dos Emirados Árabes, ambos com os seus “capitalismos de estado” (mercantilismo), aos bons exemplos da Suíça e Hong Kong (2° renda per capita mundial, uma ilha rochosa, desprovida de água potável e riquezas naturais e minerais, onde uma juventude inteligente, briga nas ruas ininterruptamente há quase um ano por liberdade política e econômica. Na era da informação, do conhecimento disponível literalmente na “palma da mão”, difícil entender o Brasil e os Brasileiros.

  11. Já tivemos muitas idéias péssimas que foram levadas adiante em nossa cidade, que essa não seja mais uma. Pensar o Santos Dumont de lá é de uma estupidez suprema, uma obra que causaria imensos aborrecimentos, não traria nenhum benefício nenhum, se arrastaria anos e anos mais para ficar pronta, abriria oportunidade para toda a sorte de corrupção.

    • Só um detalhe, como é que quatro ou cinco novas linhas de Metro ligando toda a cidade pode ser descrito como “nenhum benefício”??? O bairro Santos Dumont é a única forma de com Estado, Município e Federação falidos se fazer uma revolução no transporte público. A não ser que vc tenha outra ideia melhor..

  12. Ideia maravilhosa ! Detesto ir para o santos dumont aeroporto com pista pequena. Muitos voos já estão sendo deslocados para o galeão por esse problema. Ideia genial para nosso futuro

  13. Mais um projeto para atender a interesses particulares e a população assiste a tudo tendo que conviver com a cidade estrangulada com o crescimento populacional degradando o ambiente.

  14. Sou totalmente contrário ao projeto. Sou a favor do Santos Dumont permanecer onde está, um grande facilitador, por ser perto e de fácil deslicamento…. ninguém merece aquele trânsito da volta do Galeão! Desculpa que é local urbano é balela, pois perto do Galeão tbm é urbanizado, e no futuro, muitos novos prédios (residenciais e comerciais) se instalarão por lá, pois a cidade só cresce (desordenadamente). E se realmente fosse necessária a remoção do Santos Dumont do atual local (sem interesses financeiros de terceiros), eu sugiro que ali se istale uma grande área verde de preservação (estilo continuação do Aterro), pois precisamos de áreas verdes na cidade… e assim, preservamos tbm aquela vista, que hoje é de todos.

  15. Ideia velha de roupa nova.
    Esse plano era do Eike Batista ,foi derrubado pelos moradores da região e deixou uma parte do Aterro do Flamengo destruído.
    O plano original incluía a privatização de parte do Parque e até aterramento da Prainha.

  16. Pra que? E no final só quem vai conseguir comprar um imovel serão os mesmos velhos ricos de sempre! Nós jovens continuaremos morando na casa dos pais , pois essa cidade absurda não nos permite criar asas e voar para nosso próprio ninho! Vão se fuder, bando de arrombados!

  17. Ideia terrível! Precisamos apoiar o surgimento e crescimento de favelas. Isso sim é maravilhoso para a nossa cidade. Bairro planejado é coisa de burguês neo-liberal/nazi-fascista.

  18. Boa proposta mas teria que ter fácil acesso para o Galeão com metrô e uma nova via sem congestiona a AV.Brasil seria uma cidade dentro da cidade do RJ.O RIO DE JANEIRO NÃO É COADJUVANTE SEMPRE FOI E SERÁ PROTAGONISTA

  19. Ridículo, da mesma forma que derrubaram Perimetral p enriquecer Certos Milicianos da Alerj, Pisciano ! Merdinha do acesso do Túnel Marcelo Alencar p Rodovia foi arbitrária e n permite acesso ao ponto de engarrafar acesso à Ponte Rio Niterói! Pobre povo q vive à mercê de Políticos Estúpidos! Melhor seria começar Túnel Rio Niterói já q há tantos bilhões a disposição destes Lunáticos!

  20. Em torno do aeroporto do Galeão tem vários bairros. Milhares de pessoas. Eu sou uma delas. O ruído é intenso em todos os horários, inclusive, depois das 22h, fato q não acontece no SDU.
    Por que os ouvidos de quem mora no Centro e Zona Sul são mais sensíveis dos que os dos moradores da Zona Norte?

  21. Acredito que a pessoa que teve essa ideia, não tinha o que fazer em casa e cabeça vazia oficina do diabo!
    Em dias de fechamento por tempo ruim o Galeão nunca consegue receber todos os voos alternados e vira uma bagunça, imagina todos os voos mudando para lá kkk
    Pq não investir esse dinheiro na saúde e educação??

  22. Fala sério né? O Porto tem vários terrenos que nunca foram efetivamente ocupados e outros tantos com galpões inutilizados, é uma área enorme a ser ocupada antes de prensar em criar um novo bairro. Além disso, como querem criar um bairro suprrpopuloso e só mesmo tempo desativar um aeroporto que é muito importante pra aviação regional?

  23. PORQUE NÃO SE TRABALHA COM SERIEDADE AO INVÉS DE COISAS SEM PRÁTICA, VAMOS PENSAR NA DESPOLUIÇÃO DAS BAÍAS DE GUANABARA, SEPETIBA, NOS CANAIS DO MANGUE E DO CUNHA, NAS LAGOAS DA BAIXADA DE JACAREPAGUÁ, FAZER COM QUE TODOS OS CARIOCAS/FLUMINENSES TENHAM ÁGUA POTÁVEL E ESGOTAMENTO SANITÁRIO, REVITALIZAR O PROJETO DOS CIEPS DO PROFESSOR DARCY RIBEIRO QUE FOI CRIMINOSAMENTE TORPEDEADO, FAZER UM PROJETO SÉRIO PARA NOSSAS FERROVIAS PARA QUE POSSAM SER TRANSPPORTE DE MASSAS, AS BARCAS PARA NITERÓI E FUNDO DA BAÍA DE GUANABARA. ENFIM PORQUE NOSSAS AUTORIDADES (IN)COMPETENTES NÃO TEM UM PLANO SÉRIO PARA NOSSA CIDADE MAS SÓ COISAS PARA INGLÊS VER ?

  24. “Detalhes” esquecidos.
    O prédio antigo do aeroporto é tombado.
    Ali funciona uma base aérea.
    Já está pautada a privatização do aeroporto em 2022.

  25. Nunca! Se isso acontecer, vai ser um caos ter que transferir todos os voos para o Galeão. Melhor deixar como está, pois o Santos Dumont ajuda a desafogar o tráfego aéreo numa cidade do porte do RJ. Fosse numa cidade pequena, até vai ter só um aeroporto, mas aqui é grande metrópole, uma capital brasileira.

  26. A ideia é sensacional, ótima e maravilhosa, no entanto, prefiro que mantenham o Aeroporto Santos Dumont. Porque não fazer este bairro na região dali mesmo? Ou até nos arredores do Porto Maravilha. Uma coisa que me incomoda são aqueles píers ao longo do Boulevard Olímpico, que deveriam ser demolidos para devolver ao carioca a vista da Baía de Guanabara em toda a sua extensão até a Roda Gigante Rio Star. No entanto, os píers são patrimônios tombados pelo IPHAN (amo o trabalho do IPHAN e acho digno preservar edificações históricas, porém, não estas) o que torna inviável e difícil a demolição sufocando o carioca e turista de sentir o frescor que vem da Baía e bloqueando a vista da Baía de Guanabara aos cidadãos. A Baía da Guanabara deve ser patrimônio de todos e não somente do Porto ou do Pier Mauá! Triste.

  27. Só pensam em aumentar a arrecadação de impostos…qualidade de vida, zero…se quer falaram em parques e jardins,me poupem,arquitetos(????). Totalmente contra.

  28. Acho isto 1 ABSURDO..ESTES CARAS ESTAO EM Q ÉPOCA? RJAN PRECISA DE BONS HOSPITAIS BIAS ESCOLAS E SANEAMENTO eles viajaram ? Os engenheiros.. querem d8n din no Bolso..TOMARA q nao ocorra nada desta proposta PORCARIA..VAO CONSTRUIR NA ARABIA SALDITA OK. DEIXA O SDUMONT ONDE ESTA..CARIOCA NAO DESEJA ESTA PARAFENALHA DE NOVAS C9NSTRUÇOES..SUBAM FAVELAS E FAÇAM URBANIZACAO ..AHH NAO DA DINHEIRO…ENTENDI…VAI FZR OBRA NO ALEM…NO SDU C 100 MILHOES POUCA VERGONHA!!!

  29. Acho esta intençao de derrubada do SDUMONT p construir um bairro so pra garantir a existencia de novas noradias… NAO ACHO VIÁVEL O RIO PRECISA DE BONS HOSPITAIS E BOAS ESCOLAS..MANDA ESRES ENGENHEIROS COÇAREM ….NOUTRO LUGAR..E PARAREM DE QUERER VENDER OU C9NSTRUIR NO SDUMONT..COM ALEGAÇOES PODRONAS DE AFETAR BSRULHO ETC E TAL..VAO PRA FAVELAS C9NSTRUIR ESGOTOS…VAOVSE DAR MUITO BEMMSANEAMENTO URGENTE NO RIO..ISTO SIM…..

  30. Não há demanda. O porto Maravilha está ocioso e este projeto servirá somente para movimentar o mercado imobiliário e os grandes bancos que financiarão o projeto. Ideia de jerico.

  31. Um absurdo, demolir um patrimônio daquele, só pensando em dinheiro, na verdade.
    Foram gastos milhões de reais recentemente, recuperando pistas e agora pensar em demolir? E mesmo chegar ao Galeão é distante e perigoso.

  32. Entra governo, sai governo, entra governo, sai governo… e ninguém aprende a lição de que essa metodologia que esses caras querem implantar he extremamente falha.

  33. Absurdo mesmo! Bom para quem estiver envolvido com esse projeto imobiliário de ganhar muito dinheiro, sem nenhuma preocupação real com a qualidade da cidade e da vida dos cariocas (exceto com os que estão no topo da pirâmide e não precisam de um “novo Leblon”)!!!

  34. Sou totalmente contra! Um absurdo! Gastar 100 bilhões!!!!!Com tantos problemas para resolver como saúde, educação e segurança gastar 100 bilhões? O Estado não tem essa grana!

  35. Isso é pura idéia de aproveitadores e especuladores imobiliários. O aeroporto Santos Dumont é perfeito para os vôos entre as capitais próximas como São Paulo e Belo Horizonte, principalmente para os que fazem esses translados a trabalho. O Galeão é muito distante e com acesso dificultado para o centro.

  36. Um absurdo! O Rio com a violência a todo vapor, nos faz preterir o Aeroporto Internacional do Galeão. Os sanguessugas já estão de olho na área do Aeroporto Santos Dumont ( RECÉM REFORMADO), pois só andam em carros blindados, helicópteros, aviões particulares,cercados por Seguranças armados e o povo entregue à própria sorte !
    Esses ESPECULADORES só pensam em lucrar e o povo que se dane! Sou Contra!

  37. Vc que usa sempre aeroporto, passará a usar o internacional Galeão, mais helicóptero pra chegar à zona sul ou entro.
    Ou enfrenta 3h de trânsito pesado mais assalto, e tiros pelo meio do caminho.
    Grande ídeia pra que tem maior poder aquisitivo.
    Parabéns!!!!

  38. Ainda estão às voltas para urbanizar toda a área do Porto Maravilha que sofre com o descaso da Prefeitura em limpeza, infra estrutura e segurança e vêem com essa ideia mirabolante???
    Tenham tenência!!!

  39. Não sei se rio ou se gargalho… A idéia de vcs é realmente do baralho. O Santos Dumont é ( ou talvez seja ) o aeroporto mais central do mundo. Responsável por, de certo modo, produzir progresso e riqueza. Que tal sugerir que as Cias Aéreas empreguem somente aeronaves modernas, com redução de ruído e poluição? O nobre Prof. Murdoch filiado ao PSDB candidato a vereador na última eleição e o ilustre Felipe Salles, sócio na Salles Arquitetura com sede na Barra da Tijuca que tem por lema: “Pode ser grande. Pode ser pequeno. Pode ser clássico. Pode ser moderno. Pode ser aberto ou dividido. Só não pode ser um lugar onde você entre e não fique à vontade. Felizmente, a gente não trabalha com esta última alternativa.” certamente já utilizaram o velho Santos Dumont. Criado em 1936, portanto pelo menos 20 anos mais velho que os senhores da prancheta. Com todo respeito, rasguem esse projeto. Além disso, os senhores estão esquecendo de um pequeno detalhe: Existe uma área militar ao lado do aeroporto. Quantos acidentes contabiliza o idoso SDU? Apresentem algum projeto que efetivamente traga melhorias, por exemplo, ao acesso e saída do aeroporto, este sim um grande problema. E Jacarepaguá? Não poderia absorver parte do movimento do Santos Dumont? Será que nesse baralho tem um coringa a mais na manga? Já estou pensando no velho e bom CGH também…

  40. PORQUÊ MEXER COM O TÃO DOMESTICO AEROPORTO??? ELE ESTÁ DENTRO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO. PORQUÊ MEXER COM ELE ?? PRÓXIMO AOS CENTROS EMPRESARIAIS DA CIDADE….. SÓ IDEIAS DE GIRICO.MESMO VOM A GANANCIA !!!!!

  41. Realmente ideia ? de jumento, Jerico, asno. Com o trânsito infernal da Av Brasil, e entrada da Ilha do Governador. Só pode ser invenção de quem não viaja na ponte Rio São Paulo. ?

  42. Atualmente, com opcoes mais si lenciosas e ecologicas de aeronaves, nao vejo vantagem. Logisticamente, a lem de evitarmos o transito perigoso para o Galeao, ecomiza-se tempo e dinheiro.

  43. Péssima ideia!

    As áreas do Porto Maravilha ainda estão as moscas e já pensam em criar um novo bairro “fantasma”?

    É óbvio que o Santos Dumont facilita muito o deslocamento entre passageiros na ponte Rio/SP. Então pra que complicar mais ainda o cotidiano dos Cariocas?

    Deveriam pensar em melhorar o Estácio, Cidade Nova, Santo Cristo e outros bairros na região central.

  44. Idéia burra e de puro interesse. Há muito o que se fazer para a revitalização do Centro, inclusive investir na transformação edifícios comerciais obsoletos em residenciais. O aeroporto é um pulmão para a região. Ele é responsável direto para que algumas empresas optem por estar no centro. Sem ele, o centro perderá empresas até para a Barra.

  45. É isso aí!!! A área é de interesse financeiro muito grande, o barulho, as pessoas, a comodidade de ter esse aeroporto no centro do Rio não é importante, o que estam de olho é o quanto eles podem lucrar com a venda do imóvel. Acabaram com o autodromo pelo mesmo motivo e agora é aquele elefante branco que abriga o Rock in Rio 1 vez a cada 2 anos. Uma vergonha!

  46. Que ideia completamente absurda!! Onde será que essas pessoas vivem,em Berlim?? Elas utilizam aeroporto rotineiramente??
    Muito provavelmente não.
    Espero sinceramente que essa sandice não vá à frente,seria mais uma pá de cal no Rio de Janeiro.

  47. O aeroporto é tombado pelo IPHAN e desde que foi inaugurado só aconteceram três acidentes, todos por erros dos pilotos, e nao por causa da ponte, que nem existia e do Pão de Açúcar.

  48. Como exercício de pensar e cidade é bom, mas só isso. Ainda existem muitos espaços e prédios vazios ou ociosos na região do Centro (Porto, Cruz Vermelha, Centro, Cidade Nova e etc), além do aeroporto ser estratégico e estar em pleno funcionamento.

  49. Se for para desativar , que seja para transformar num parque, numa área turística, pois tem uma visão linda e privilegiada da Baía. Mas como sempre, só pensam em especulação imobiliária

  50. Um dos grandes, talvez o maior atrativo do centro do Rio é justamente ter o aeroporto santos Dumont. Temos inúmeros prédios no centro do Rio desativados, abandonados, que um retrofit custaria muito menos. Há prédios inteiros sendo vendidos no centro pq as pessoas já quase não alugam salas. Sem contar que eu mesma só pego avião no Santos Dumont pq já fiquei presa em tiroteio na linha vermelha. Acho que a cidade tem muita coisa pra fazer ao invés de inventar moda.

  51. Quando começamos a desenvolver este conceito, a premissa básica era “como pode ter chegado o Grande Rio à segunda década do século 21 SEM uma malha de transporte urbano minimamente decente?” Paris e Londres , cidades menores que o nosso Rio tem quase 20 linhas de Metrô sem falar nas linhas de trens suburbanos. Nossa idea é que o Estado podia até querer fazer mas não dispunha de orçamento para os necessários investimentos, mas tanto o Estado, quanto o Município E, especialmente, o governo Federal, todos tem um imenso acervo de terrenos valiosos espalhados pelo Grande Rio, e isso é o mesmo que dinheiro, muito dinheiro. Nossa proposta aqui não é meramente fechar o Santos Dumont e vender os terrenos em troca de dinheiro a ser injetado no Tesouro. A ideia é dividir o SDU em quatro ou 5 glebas que seriam trocados (numa licitação) por 4 ou 5 linhas de metrô adicionais para revolucionar o transporte da cidade em poucos anos. Me perdoem, mas essa ideia é inovadora e jamais foi ventilada como hipótese até aqui. A receita do IPTU e ISS da prefeitura receberia uma aceleração considerável e inúmeros benefícios seriam criados para os moradores em pouco tempo sem que seja necessário endividar ainda mais os diversos níveis de governo como sempre se fez anteriormente. Faço sentido?

  52. Tanta coisa para mudar vai criar projeto para o Estácio. Vai criar empregos nós espaços da Rio Branco até a Rodoviária e na Gamboa e na Leopoldina. Mataram o comércio do Saara e a cidade está morta sem os ônibus e vem com papo de criar bairro novo. Revitalize os bairros do centro, Madureira que está jogado as traças. Vicente de Carvalho, Penha crie algo para toda a Sociedade com qualidade e manutenção. Não elefantes brancos como ficou a cidade do Rio de Janeiro. Como o BRT de Madureira que acabaram com o asfalto como os bairros ao redor da Transolimpica. Uma vergonha. Cri sim um saneamento em toda cidade substitua o asfalto para concreto para ter longevidade e qualidade. Inventem melhorias e transformação para o que temos. Ressuscitem o Rio de Janeiro com trabalho e salário digno.

  53. MAIS O REAL MOTIVO DE TIRAR O SANTOS DUMOND ELES NAO FALAM,QUEREM FAZER UM AEROPORTO NA BARRA,ESQUECE ESSE NEGOCIO DE BAIRRO TUDO CONVERSA FIADA,O OBJETIVO E VALORIZAR AINDA MAIS A BARRA E QUE SE DANE O RESTO DA CIDADE,ELES SO CONSEGUEM FAZER UM AEROPORTO NOVO SE ACABAR COM O SANTOS DUMOND.NAIS VAO TENTANDO UM DIA APARECE UM MALUCO QUE APOIA A IDEIA

  54. MAIS O REAL MOTIVO DE TIRAR O SANTOS DUMOND ELES NAO FALAM,QUEREM FAZER UM AEROPORTO NA BARRA,ESQUECE ESSE NEGOCIO DE BAIRRO TUDO CONVERSA FIADA,O OBJETIVO E VALORIZAR AINDA MAIS A BARRA E QUE SE DANE O RESTO DA CIDADE,ELES SO CONSEGUEM FAZER UM AEROPORTO NOVO SE ACABAR COM O SANTOS DUMOND.

  55. Otima idéia!
    A Rodoviaria Novo Rio também esta ultrapassada na área que ocupa atualmente. Na minha opinião poderiam construir uma nova Rodoviária em fente a Fiocruz na Av. Brasil.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui