Protagonista de “Crush à Altura” sofreu bullying como no filme

Adolescentes, em geral, já se sentem mesmo desconfortáveis na própria pele. Só que Jodi, a protagonista da comédia romântica “Crush à Altura”, sempre foi a garota mais alta da escola e sente esse desconforto em um nível estratosférico.

Tamanho não é documento, mas dependendo da situação, essa questão pode ganhar grandes proporções.

Jodi tem mais de um metro e oitenta. Ela se acostumou a andar meio curvada e a só usar sapatos rasteiros. Mas isso nunca a protegeu de provocações do tipo “Como é que tá o tempo aí em cima?”. Ou comparações com seres mitológicos como o Pé Grande ou marcos arquitetônicos do tipo arranha-céus.

Até a chegada de um estudante de intercâmbio que veio da Suécia, o Stig, mudar tudo isso. Ele é ainda mais alto que Jodi. E ela, que sempre evitou os holofotes pra fugir do bullying, vai querer chamar a atenção do rapaz.

O problema é que Stig é tão bonitão, charmoso e inteligente que todas as garotas querem atrair o interesse dele.

Então Jodi volta a ficar insegura. De nada adiantam as declarações apaixonadas de seu eterno admirador, Dunkleman, que é um baixinho perto dela. Mas Jodi vai contar com a força da melhor amiga, a Fareeda, e as dicas da irmã, Harper, vencedora de vários concursos de beleza.

De repente, Jodi consegue a sua chance com o cobiçado Stig, que, por coincidência, se hospedou justamente na casa de seu antigo fã, Dunkleman.

Taí um triângulo amoroso do tipo isósceles, ou seja, aquele que tem dois lados da mesma medida.

“Crush à Altura” é a estreia de Nzingha Stewart na direção de longas. Ela vem de uma larga experiência em séries de TV e videoclipes.

Agora, vocês devem estar se perguntando: como foi que encontraram uma atriz tão boa e tão alta pra viver a Jodi?

Bom, a produção lançou aos quatro cantos do mundo convites pra que jovens com mais de um e oitenta de altura mandassem vídeos e fizessem testes. E a escolhida foi a americana Ava Michelle. Que é uma cantora, dançarina, modelo e atriz engajada em campanhas contra o bullying. Ava sofreu tudo o que sua personagem sofreu e luta pela conscientização da importância de se aceitar as diferenças e cultivar o amor próprio.

Em “Crush à Altura”, Ava é muito bem amparada por um elenco talentosíssimo.

Griffin Gluck é Dunkleman e Luke Eisner, o Stig. Anjelika Washington vive Fareeda, enquanto Sabrina Carpenter faz o papel de Harper. E o ultra versátil Steve Zhan interpreta o pai da garota alta.

Será que Jodi fará questão de circular pelo mesmo ar rarefeito que o grandalhão Stig? Ou vai passar a acreditar que os melhores perfumes estão nos menores frascos, e dar uma chance ao Dunkleman?

Façam suas apostas. O filme está disponível na Netflix.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui