Cotas RaciaisO governador Sergio Cabral recentemente assinou um decreto reservando 20% % das vagas em concursos públicos para negros e índios; para preenchimento de cargos efetivos na administração pública direta e indireta no Estado do Rio de Janeiro. Eu que já sou contra as cotas para universidades públicas (na verdade contra as universidades públicas, o dinheiro deveria ir para bolsas, ensino fundamental e pesquisa), claro que achei um absurdo e pelo jeito não estou sozinho.

 

Foi criado um movimento por um grupo de universitários que fará no dia 3 de Julho, às 11 horas, na altura do posto 3 da praia de Copacabana, um protesto contra as cotas raciais em concursos públicos.

O movimento, que seguirá rumo ao Forte de Copacabana, ganhou força no Facebook em um evento chamado “Contra as Cotas Raciais nos Concursos Públicos“, atualmente conta com mais de 12 mil adeptos. Existe ainda um abaixo-assinado online, que já contabiliza mais de 2.500 assinaturas.

 

A única coisa que os estudantes reivindicam e defendem é que as provas de concursos públicos tenham apenas critérios meritocráticos; sem distinção de cor, raça, gênero ou classe social.

 

Data: 03/07/2011

Horário: 11 horas

Local: Avenida Atlântica, na altura do posto 3, em Copacabana, Rio de Janeiro

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui