Pista da Avenida Brasil sentido Centro do Rio ocupada por manifestantes em 04 de agosto de 2021 - Foto: Reprodução/TV Globo

Conforme informado pelo DIÁRIO DO RIO na última segunda-feira (02/08), acontece na manhã desta quarta (04/08) uma manifestação de motoristas de aplicativos, entregadores e caminhoneiros na Avenida Brasil, altura de Parada de Lucas, na Zona Norte, na pista sentido Centro do Rio de Janeiro.

O ato é liderado pelo movimento ”Combustível Sem Imposto” e tem como objetivo protestar contra o recorrente aumento do preço dos combustíveis em 2021. A expectativa é que, ao longo do dia, cerca de 10 mil pessoas estejam presentes.

No entanto, a Polícia Militar está no local tentando contornar a situação e liberar a via, que encontra-se, além da presença dos manifestantes, com barricadas de pneus e entulho. A opção por realizar o protesto logo pela manhã, isto é, num horário de pico, é justamente para chamar atenção dos trabalhadores que passam pelo local.

”Entregamos para alguns políticos um projeto de lei para a regulamentação de ganho mínimo. Estamos pressionando para que mude o cenário. Estamos no 11º aumento dos combustíveis e está inviável continuar trabalhando com aplicativo”, diz Luiz Corrêa, representante do Sindicato dos Prestadores de Serviços por Aplicativos (SindMobi).

”A gente quer apresentar uma PEC para a diminuição ou fim dos impostos nos combustíveis. A gente apresentou uma pauta de reinvindicação para a Uber e a 99 pedindo reajustes, melhores condições de trabalho. Nosso sindicato avalia que 25% da frota de motoristas já parou de rodar. Quem tem carro alugado já devolveu”, complementou Luiz.

Para quem vai para a região central da cidade, a melhor opção é seguir pela Linha Vermelha ou utilizar transportes públicos como metrô ou trem. O engarrafamento já causava impactos na Rodovia Presidente Dutra e também na Avenida Washington Luiz.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui