O deputado federal Marcelo Freixo (PSol) pretendia fazer uma ampla aliança pela esquerda para sua candidatura a prefeito em 2020, mas parece que a ideia já morreu. Alguns partidos, como o PT, sinalizaram até a favor de Freixo, porém, não bateram o martelo.

Enquanto isso, PSB, PDT e PV vão se reunir no mês que vem em um seminário para tentar formar uma aliança. A ideia é discutir um programa de centro-esquerda que ofereça ao Rio uma alternativa a Marcelo Freixo e o eixo PT-Psol na capital. É o que diz o jornalista Robson Bonin/Veja. PCdoB e PCB também participarão do seminário de outubro e podem vir a integrar o grupo.

É que esses partidos querem fugir do radicalismo do discurso do PSol, o que leva, inclusive, a Freixo ser o candidato do sonho de Crivella no 2º turno, pois o bispo imagina que esse seja o único cenário no qual ele terá vitória.

O PDT, no momento, tem como pré-candidata à Prefeitura do Rio a deputada estadual Martha Rocha. Já o PSB quer lançar o deputado federal Alessandro Molon, mas este não deu nenhuma declaração de que entrou na corrida que já contra com, pelo menos, 23 pré-candidatos.

3 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui