Na última sexta-feira, 04/12, um policial militar foi morto a tiros ao tentar impedir um assalto em um mercado localizado em Mesquita, na Baixada Fluminense, na última sexta-feira (4/12). O cabo Derinaldo Cardoso dos Santos, de 34 anos, foi baleado à queima roupa na cabeça e não resistiu. Notícias falsas circularam na Internet dizendo que o PSOL havia contratado um advogado para defender do criminoso. A agência de checagem Boatos.org desmentiu as fakes news.

Uma publicação que começou a circular entre os internautas dá conta de que o PSOL teria contratado um advogado para defender o homem que supostamente matou o PM no Rio de Janeiro.

De acordo com a postagem, antes mesmo de o suspeito chegar à delegacia, o defensor supostamente contratado pelo partido já teria feito R.O. (Registro de Ocorrência) contra a guarnição que o prendeu, por agressão e exposição do preso nas redes sociais, além de acionar os “Direitos Humanos”.

“Uma análise inicial já nos deixam desconfiados. Para começar, a mensagem que está sendo compartilhada carrega todas as características de fake news: é vaga (sequer fornece mais informações sobre o tal advogado), alarmista (tem o intuito de gerar debates e polarização política entre os internautas), possui erros de português e, o mais importante, não cita fontes confiáveis de notícias que possam confirmar o que está sendo dito. Em segundo lugar, boatos online sobre “defensores de Direitos Humanos que estão defendendo acusados de crimes” são bem comuns na internet, especialmente quando o assunto é deturpar a reputação de algum político, partido ou figura conhecida na mídia. Aqui mesmo, no Boatos.org, nossa equipe já desmentiu vários deles, como aquele que dizia que os advogados de Lula são os mesmos de Adélio, hackers e Glenn Grenwald; outro que apontava que a deputada Maria do Rosário teria contratado advogado para defender Adélio Bispo de Oliveira; e até aquele fake sobre supostamente o MPF ter identificado depósito de R$ 50 mil de Jean Wyllys ao advogado de Adélio”, publicou a Boatos.org.

Dois dias depois do crime, a polícia prendeu o suspeito de assassinar o militar, além do comparsa que entrou junto com ele no estabelecimento e outro suspeito de dar cobertura à dupla durante o assalto.

“Mais uma vez as milícias digitais estão espalhando fake news, agora usando o covarde assassinato do cabo PM Derinaldo Cardoso para me caluniar. Já acionei a Polícia Civil para que os responsáveis sejam identificados e punidos”, disse Marcelo Freixo.

2 COMENTÁRIOS

  1. NO CASO DO POLICIAL CABO CARDOSO OS SEGURANÇAS DA CASA E VIDEO PODERIA TER FEITO ALGUMA COISA, NÃO HOUVE NENHUMA AJUDA, NINGUEM TENTOU FAZER NADA, FOI MUITA CRUELDADE DO BANDIDO E DAS PESSOAS QUE SO FICOU ASSISTINDO, CADE O AMOR AO PROXIMO, AINDA MAIS QUE ESTAVA PARA PROTEGER O LOCAL.
    QUE ESSE BANDIDO POSSA FICAR EM UMA SOLITARIA ATÉ CHEGAR A SENHA DELE
    POIS SÓ JESUS PARA SUSTENTAR A ESPOSA E OS FILHOS, COMO IRA FICAR O FILHO MENOR QUE DEVE ESTA ESPERANDO O PAI CHEGAR PARA ABRAÇA-LO.
    ENFIM QUE A JUSTIÇA POSSA SER FEITA.
    PARABÉNS PARA RENTA SOUZA PELO LINDO TRABALHO QUE DEUS LHE CONCEDA ESTRATEGIA PARA SER SUCESSO E QUE MUITAS VIDAS POSSA CONSEGUIR SUPORTAR A DOR DA SAUDADES.

  2. Boatos.org, a GRANDE AGÊNCIA DE CHECAGEM FINANCIADA PELA CANHOTA. Pode ter certeza que brasileiro precisa de agência de checagem. São todos burros, elegeram lula, dilma, fhc e etc por anos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui