Foto: Tércio Teixeira/Folhapress

O PSOL protocolou uma ação pedindo à Justiça Eleitoral a impugnação da candidatura de Marcelo Crivella à reeleição como prefeito do Rio. O pedido do partido se baseia na condenação de hoje pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que tornou o prefeito inelegível até 2026.

Em sua petição, o PSOL alegou que o caso de Crivella se enquadra em um artigo da lei eleitoral. Segundo o artigo, “os detentores de cargo na administração pública direta, indireta ou fundacional, que beneficiarem a si ou a terceiros, pelo abuso do poder econômico ou político, que forem condenados em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão judicial colegiado, para a eleição na qual concorrem ou tenham sido diplomados, bem como para as que se realizarem nos oito anos seguintes”.

Crivella foi condenado pelo colegiado do TRE/RJ por 7 a 0, decisão unânime, por ter usado a máquina da Prefeitura para beneficiar a campanha de seu filho, Marcelo Hodge, a deputado federal.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui