Além do apoio de Garotinho a Romário, hoje quase teve outra reviravolta nas eleições do Rio de Janeiro, o PT iria retirar a candidatura de Márcia Tiburi a governadora e declarar o voto em Tarcísio Motta (PSol). Mas a aliança significava que o PSol teria de pedir o 2º voto em Lindbergh Farias (PT), hoje o partido pede voto para Chico Alencar (PSol) e Marta Barçante (PCB), que é mãe do vereador e candidato a deputado federal Renato Cinco (PSol).



Só que assim como o Brasil não combinou com os russos em 1958, a liderança do PT e do PSol esqueceram de combinar a retirar de Tiburi do pleito com… Márcia Tiburi. Em vídeo publicado em suas redes sociais, a gaúcha, que mora em São Paulo e era do PSol e veio para o Rio ser candidata pelo PT, disse que não retiraria a sua candidatura, que era Fake News e que foi a última a saber.

Pois é, coisas do Rio de Janeiro, de acordo com o último Datafolha Tarcísio tem 9% e Tiburi 5%, e talvez a soma dos 2 ajudasse a levar o PSolista para o 2º turno. Já o apoio não parecia grande coisa para Lindbergh, que tem 20% e Barçante apenas 1%, não daria nem para oscilar na margem de erro.

3 COMENTÁRIOS

  1. Fico imaginando.

    Uma doutorado em filosofia,não é lá aquelas coisas mas ganha super bem e mesmo assim entra para a política q está mais para “facção criminosa do política”pra que?
    Arrumar o Brasil?
    Kkkkkkkkkk.
    Tnc

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui